Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Paciente com câncer acusa talco Johnson & Johnson e recebe indenização milionária

0 24

Júri americano concedeu $70 milhões a uma mulher contra a Johnson & Johnson depois que a mulher alegou que o uso de talco causou seu câncer de ovário.

Deborah Giannecchini de Modesto, Califórnia, foi diagnosticada com a doença em 2012 e acusou a empresa de “conduta negligente” em fazer e comercializar o produto.

O processo reivindicou que a Sra. Giannecchini contraíu a doença depois de usar talco na área íntima.

Jim Onder, advogado da Sra. Giannecchini, disse: “Estamos satisfeitos que o júri fez a coisa certa. Eles mais uma vez reafirmaram a necessidade da Johnson & Johnson alertar o público sobre o risco de câncer de ovário associado ao seu produto”.

No entanto, a empresa rejeitou que há qualquer risco em usar seu produto – mesmo em áreas íntimas – e vai apelar a suprema corte.

talco
Deborah Giannecchini

Carol Goodrich, porta-voz da empresa disse: “Lamentamos profundamente pelas mulheres e famílias afetadas pelo câncer de ovário. Vamos apelar o veredito de hoje, porque somos guiados pela ciência, que suporta a segurança aos produtos Johnson”.

Muitas pesquisas não encontraram nenhuma ou fracas ligações entre o câncer de ovário e o talco para a higiene feminina. A maioria dos principais grupos de saúde declararam talco inofensivo. Johnson & Johnson, cujo produto domina o mercado, mantém a informação que o talco é perfeitamente seguro.

Mas Onder do Onder Law Firm no subúrbio de St. Louis, citou outras pesquisas que conectaram o talco com o câncer de ovário em 1970.

Ele disse que estudos de caso indicaram que as mulheres que usam regularmente talco em sua área genital tiveram um risco maior em 40% de desenvolver câncer de ovário.

Câncer de ovário

Leia mais

Fatores conhecidos por aumentar o risco de câncer de ovário incluem a idade, obesidade, uso de terapia de estrogênio após a menopausa, não tendo filhos, certas mutações genéticas e história pessoal ou familiar de câncer de mama ou de ovário.

A Agência Internacional de Investigação do câncer classifica uso genital de talco como “possivelmente cancerígeno”.

O Programa Nacional de Toxicologia, feito de partes de diversas agências governamentais diferentes, não foi totalmente revisada para o talco.

Talco

O talco é um mineral extraído de depósitos de todo o mundo, incluindo os EUA. É conhecido como o mais macio dos minerais.

Tem sido amplamente utilizado em cosméticos e outros produtos de cuidados pessoais para absorver a umidade, pelo menos desde 1894, quando da Johnson & Johnson Baby Powder foi lançado. Mas ele é usado principalmente em uma variedade de outros produtos, incluindo tintas e plásticos.

Os dois vereditos de St. Louis foram os primeiros casos de talco em pó em que o dinheiro foi concedido. Um júri federal em 2013 alinhou com outra mulher em Dakota do Sul, mas ordenou que não há danos.

Johnson & Johnson tem sido alvo antes por grupos de saúde e dos consumidores sobre os ingredientes em seus produtos, incluindo shampoo ‘sem lágrimas’ da Johnson. A empresa concordou em 2012 em eliminar o 1,4-dioxano e formaldeído, ambos agentes considerados prováveis cancerígenos, de todos os produtos até 2015.

Fonte: Daily Mail