Paciente com câncer terminal foi curado após testar nova droga

0 49

Um paciente de câncer terminal foi informado que ele foi curado de sua doença depois de testar uma nova droga “maravilhosa”.

Bob Berry, de 60 anos, recebeu apenas 18 meses de vida quando os médicos o diagnosticaram com câncer de pulmão em 2014. Tanto a cirurgia como o tratamento mostraram-se infrutíferos, com especialistas oferecendo-lhe esperança nas formas de um ensaio clínico.

Ele era apenas uma das dezenas de pessoas em todo o mundo que tinham tido a chance de experimentar a droga ainda sem nome.

Exames recentes mostram que ele teve uma “resposta fenomenal” à droga, sendo que agora não há rastro da doença em seu corpo. Berry, disse:

“Três anos atrás, me foi dado 12 – 18 meses de vida. Mas eu já superei isso e me sinto bem. No final do dia, este ensaio clínico no Instituto Nacional Christie’s de Pesquisa em Saúde Clinical Research Facility estendeu a minha vida e eu não poderia ser mais grato. Qualquer um que é oferecido um ensaio clínico deve considerar seriamente.”

(Nota Notícia Alternativa: Gostaríamos de esclarecer que pessoas em estado terminal são consideradas vulneráveis e que nem todos os ensaios clínicos apresentam resultados positivos)

Leia mais

A história de Bob Berry

Bob Berry foi diagnosticado com câncer de pulmão há três anos, depois de sofrer de dores no ombro. Exames revelaram uma mancha em seus pulmões, e ele foi encaminhado para o hospital onde recebeu a devastadora notícia.

Both surgery and treatment proved to be unsuccessful (pictured with his great, great nieces, Maisie, left, and Lydia, right, and great niece, Grace, middle)
Bob Berry e sua família.

Os cirurgiões tentaram remover o tumor – mas era tarde demais. A doença já tinha se espalhado para seus linfonodos. Ele foi encaminhado para o Hospital Christie para tratamento e logo começou um curso exaustivo de radioterapia e quimioterapia.

No entanto, ambos os episódios provaram ser infrutíferos.

Os médicos alertaram que ele tinha apenas um ano e meio de vida e seu corpo não estava respondendo às drogas. Eles decidiram transferi-lo para a unidade de ensaios clínicos do hospital.

E há 12 meses ele se tornou uma das primeiras pessoas a serem tratadas com a nova droga, que ainda não pode ser nomeada.

O consultor do Sr. Berry no Christie, o Dr. Matthew Krebs, disse: “Bob teve uma resposta fenomenal ao ensaio clínico. Seus exames mais recentes mostram que ele teve uma resposta completa sem nenhum traço aparente de tumor em seu corpo. Teremos de monitorar Bob de perto com varreduras regulares para avaliar como será a resposta.”

O futuro

“Como é um estudo combinado com uma nova droga, ainda temos um monte de investigação a fazer antes de podermos estabelecer como estes resultados podem ajudar mais pacientes como Bob no futuro. Como o câncer é uma doença complexa e nem todos os pacientes respondem assim como ele.”

É a primeira vez que o medicamento foi testado em seres humanos, com o estudo ocorrendo em apenas seis centros em todo o mundo.

A droga é combinada com um tratamento de imunoterapia com a intenção de torná-la mais eficaz. Tratamentos de imunoterapia aproveitam e aumentam os poderes inatos do sistema imunológico para combater o câncer.

 

Fonte: Daily Mail

Comentários

Loading...