Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Estudo mostra que seres humanos continuam a evoluir – Saiba mais!

0 254

Como todas as outras espécies que sujeitas as mudanças do meio ambiente, os seres humanos não se separam da seleção natural.

Com os avanços modernos da tecnologia e os movimentos imensos de migração, muitas pessoas pensavam que talvez estivéssemos livres dos impactos da seleção natural.

Mas novas pesquisas afirmam ter encontrado evidências de que os seres humanos ainda estão evoluindo.

O estudo analisou o DNA de mais de 200 mil pessoas vivendo nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, para detectar eventuais mudanças na variação genética nessas populações ao longo do tempo.

Eles relatam que a análise desses genomas, publicada na PLOS Biology, mostra que a seleção natural está eliminando as variantes genéticas mais frequentemente associadas à doença de Alzheimer e tabagismo intenso.

Os resultados

Seus resultados sugerem que uma variante do gene ApoE4, que possivelmente aumenta o risco de Alzheimer de início tardio, caiu ligeiramente.

Isso pode parecer contra-intuitivo, pois você pensaria que qualquer adulto teria passado seus genes antes que a doença se estabelecesse, mas os pesquisadores pensam que, como as pessoas estão escolhendo ter filhos mais tarde (40- 50 anos), quando aqueles com a variante estão em maior risco de morrer, o gene está sendo selecionado contra.

Embora os pesquisadores tenham encontrado algumas mudanças na frequência de certos genes, é importante notar que essas mudanças foram incrivelmente pequenas.

Por exemplo, eles descobriram que um gene associado ao tabagismo pesado, conhecido como chrna3, diminuiu 1 por cento entre as gerações quando as pessoas com mais de 80 anos foram comparadas com as pessoas com mais de 60 anos.

Mas, como não examinaram pessoas com menos de 40 anos, os pesquisadores não conseguiram provar essa mudança de forma definitiva.

Leia mais

“É um sinal sutil, mas encontramos evidências genéticas de que a seleção natural está acontecendo nas populações humanas modernas”, explicou o co-autor Dr. Joseph Pickrell.

Problema de escala

O problema encontrado no trabalho foi a escala.

Embora existam diferentes pressões seletivas que ocorrem em diferentes populações e grupos, o longo tempo das gerações de pessoas significa que as mudanças que essas pressões podem favorecer levam muito tempo para se refletir na variação em nossos genes.

Isso não quer dizer que não pode acontecer, no entanto.

Um dos exemplos mais bem estudados de seleção natural que ocorrem nos seres humanos nos últimos tempos é o da evolução para digerir o leite até a idade adulta.

Obviamente, o leite geralmente é bebido por bebês e, no entanto, a maioria dos europeus, juntamente com alguns pequenos grupos na África e na Índia, evoluiu nos últimos 10 mil anos, a capacidade de continuar a digerir o leite até a idade adulta, após a propagação da agro-industria.

Fonte: IFLS