Iguanas estão caindo de árvores nos EUA – Entenda o motivo!

0 642

O tempo extremamente frio em toda a América do Norte trouxe algumas surpresas recentemente. O tempo está muito frio até mesmo para pinguins e há vídeos das cataratas do Niagara congelando. Mas algo ainda mais atípico está acontecendo com as iguanas.

O mais estranho até agora, porém, é o fato de lagartos congelados que estão caindo das árvores na Flórida, e logo depois descongelando e retornando à vida.

Temperaturas na Flórida mergulharam abaixo de 5°C ontem. Enquanto os humanos foram avisados ​​para se protegerem, as iguanas não receberam o recado.

Como resultado, muitas pessoas na Flórida relataram que iguanas congeladas estavam espalhadas no chão quando acordaram na manhã de quinta-feira.

Eles parecem mortos. Mas, eles provavelmente não estão, e há uma boa chance de que, se forem deixados ao sol, eles descongelarão e se recuperarão sozinhos.

Um residente da Flórida, Kay Pavkovich, postou um vídeo movimentando o lagarto para um local mais quente ao sol. Muito rapidamente, a iguana voltou à vida, embora os especialistas não defendam que as pessoas devam tocar nos répteis.

As iguanas parecem estar momentaneamente imobilizadas. Todos os répteis são de sangue frio, então, quando a temperatura cai, eles começam a diminuir a velocidade. No entanto, se sua temperatura cair abaixo de 5°C, seu sangue deixa de se mover em volta do corpo, e eles se tornam imóveis, disse Kristen Sommers, da Florida Fish and Wildlife Conservation Commission, ao Washington Post.

Leia mais

Este estado imobilizado é reversível. Quando eles são deixados ao Sol, seu sangue começa a se mover novamente devido ao calor, e eles retornam às atividades normais da iguana.

No entanto, Sommers recomendou que se você encontrar um lagarto congelado, você deveria deixá-los onde eles estão. Quando algo se aproxima, eles podem estar bastante confusos e assustados com a experiência.

“Como qualquer animal selvagem, tentará se defender”, disse ela.

O clima frio não só afeta as iguanas. O mesmo acontece com as tartarugas marinhas no Texas.

Então, se você está nos EUA: fique quente e deixe as iguanas sozinhas.

Fonte: IFLS