Você já viu uma cobra voando? Cientistas fazem importante descoberta!

0 257

Qual sua reação ao ver uma cobra voando? Na verdade elas não voam, elas planam.

Certas espécies de cobras podem planar pelo ar, ondulando seus corpos à medida que voam de árvore em árvore. Essa contorção é um movimento diferente do esses répteis fazem para se locomoverem por terra ou água.

As contorções são essenciais para o animal planar, afirmam o engenheiro mecânico Dr. Isaac Yeaton e colegas na Nature Physics.

“Eles evoluíram essa capacidade de planar, e é bastante espetacular”, diz Dr. Yeaton, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, em Laurel, Maryland.

Para gravar as voltas e reviravoltas das cobras, Dr. Yeaton, na Virginia Tech em Blacksburg, e colegas colocaram fita refletiva nas costas das cobras e usaram câmeras de alta velocidade para capturar o movimento.

Os físicos haviam descoberto anteriormente que essa espécie de cobra (Chrysopelea paradisi) achatam seus corpos enquanto pulam, gerando sustentação. O novo experimento revela que as cobras também exercem uma complexa combinação de movimentos à medida que planam.

Ver essa cobra voando pode ser assustador.

As serpentes ondulam seus corpos de um lado para o outro e para cima e para baixo, descobriram os pesquisadores, e movem suas caudas acima e abaixo do nível de suas cabeças.

Os cientistas capturaram o movimento ondulante das cobras enquanto deslizavam pelo céu. Uma simulação por computador baseada em vídeo de alta velocidade mostra que a ondulação é necessária para um vôo estável.

Uma vez que os pesquisadores mapearam as acrobacias das cobras, eles criaram uma simulação em computador de cobras planadoras. Na simulação, as cobras onduladas voaram de maneira semelhante às cobras da vida real.

Veja a incrível cobra de duas cabeças clicando aqui!

Mas aqueles que não se contorceram falharam espetacularmente, girando para o lado ou caindo de cabeça sobre a cauda, ​​em vez de manter um deslize gracioso e estável.

Se confinadas a um único plano, em vez de se contorcerem em três dimensões, as cobras cairiam.

Fonte: Science News

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência AceitarLeia Mais