Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Novo fator está impulsionando extinção de animais.

0 6

 

Pesquisa publicada na revista Biological Conservation mostrou que há um novo fator que impulsiona o risco de extinção de muitos animais

Nova análise publicada recentemente na revista científica Biological Conservation encontrou uma realidade preocupante. A maioria das espécies precisam esperar pelo menos 12 anos para que todo o procedimento governamental inclua-as na lista de animais em risco de extinção. Muitas vezes é preciso uma organização de conservação faça uma ação judicial para incluir novas espécies na lista.

Uma equipe de pesquisadores analisaram 1.338 espécies, eventualmente, listados em extinção nos termos da Lei, entre 1973 e 2014. Eles descobriram que nem todos os animais parece ter chances iguais aos olhos dos funcionários. O estudo descobriu que os vertebrados mamíferos, aves e répteis conseguem entrar no status de protecção mais rápido do que os insectos, caracóis e outras espécies de invertebrados.

Mas as plantas são ainda piores, esperando uma média de 14,2 anos para obter a devida proteção. Em alguns casos extremos o tempo de espera foi de 37 anos.

 

 

extinção
Tempo de cada animal em risco demora para entrar na lista de protegidos. Pássaros, peixes, insetos, mamíferos, répteis, crustáceos, caracóis e plantas.