Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Bactéria no pênis aumenta risco de infecção por HIV – Saiba o motivo!

0 421

Algumas bactérias na vagina podem aumentar o risco de HIV – e agora há evidências de que a composição do microbioma do pênis também é importante.

Quanto maior o número de bactérias anaeróbicas sob o prepúcio, mais provável é que um homem não circuncidado se infecte com o vírus, informam os pesquisadores em 25 de julho no mBio.

“Isso reflete o que foi visto nas mulheres, mas é o primeiro estudo desse tipo nos homens”, diz Dra. Deborah Anderson, microbiologista e ginecologista da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston.

Os dados provêm de homens ugandeses heterossexuais seguidos por dois anos como parte de um estudo maior sobre a circuncisão.

Link 100% seguro

Os pesquisadores limparam os pênis dos homens para coletar amostras de bactérias no início do estudo de dois anos. Em seguida, eles compararam a composição bacteriana peniana dos 46 homens incircuncisos que foram infectados pelo HIV ao longo do estudo com os 136 homens não circuncidados que não o fizeram.

A quantidade total de bactérias penianas não diferiu, mas os homens com níveis mais altos de bactérias anaeróbicas eram mais propensos a contrair o HIV, descobriram pesquisadores.

Tendo 10 vezes mais, as bactérias Prevotella, Dialister, Finegoldia e Peptoniphilus aumentaram o risco de contrair o HIV em 54 a 63 por cento depois de controlar outros fatores que podem afetar o risco, como hábitos de uso de preservativos e número de parceiros sexuais.

Os resultados podem ajudar a explicar por que a circuncisão reduz o risco de HIV, diz Thomas Hope, um biólogo celular da Northwestern University Feinberg School of Medicine em Chicago: remover a aba do prepúcio tira um esconderijo úmido para bactérias que prosperam em ambientes com pouco oxigênio.

Mas, adverte Hope, o estudo apenas desenha uma associação entre o microbioma e o HIV – não necessariamente uma causa e efeito.

A explicação

Não está claro como certas bactérias podem aumentar o risco de HIV, mas o novo estudo revelou uma possível pista: os homens com mais bactérias anaeróbicas no pênis  também apresentaram níveis mais altos de proteínas inflamatórias de citoquinas, que chamam células imunes para a cena.

“As bactérias específicas podem causar uma resposta inflamatória que faria com que as células imunes se congreguem no pênis, onde elas são mais propensas a serem expostas ao vírus”, diz o co-autor do estudo, Dra. Cindy Liu, uma patologista da Universidade George Washington em Washington, DC.

O HIV Ataca células imunes particulares, por isso recrutar uma resposta imune ao pênis pode ter uma conseqüência não desejada – um passeio gratuito para o vírus na corrente sanguínea.

Liu e colegas esperam testar essa explicação mais completamente, olhando amostras de tecido de prepúcios circuncidados e vendo se há uma relação entre o microbioma do pénis e os tipos de células imunes encontradas no prepúcio.

Algumas dessas mesmas bactérias também estão ligadas ao aumento do risco de HIV em mulheres, e os micróbios podem ser trocados entre parceiros durante o sexo.

A melhor estratégia

Enquanto praticar sexo seguro ainda é a melhor estratégia de prevenção do HIV, os cremes tópicos que ajustam o equilíbrio bacteriano no pênis podem algum dia ajudar a diminuir o risco de infecção, diz Dra. Liu.

Fonte: New Scientist

Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se para receber mais notícias e atualizações
Você pode desativar quando quiser