Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Adoçantes de baixa caloria podem fazer pessoas engordarem

0 13




Adoçantes de baixa caloria podem estar nos fazendo engordar, segundo um estudo.

Os pesquisadores disseram que uma possível explicação é que o substituto do açúcar está afetando o nosso metabolismo, desencadeando-o para estabelecer mais gordura abdominal.

A Dr. Chee Chia, co-autora do estudo, alertou que, em vez de nos ajudar a manter o peso baixo, eles poderiam de fato estar contribuindo para uma epidemia de obesidade.

Ela disse: “Esta é uma causa de preocupação e tem importantes implicações para a saúde pública. Realmente precisamos fazer mais trabalho para ver o que está acontecendo.”

O estudo

O estudo analisou as medidas de corpo e dietas de 1454 homens e mulheres nos EUA entre 1984 e 2012, comparando aqueles que usaram adoçantes de baixa caloria com aqueles que não usaram.

Descobriu-se que dez anos depois, aqueles que usaram a alternativa ao açúcar tiveram uma circunferência de cintura maior em 2,6 cm e foram 37% mais propensos a ter obesidade abdominal.

Dra. Chia disse que uma possível explicação poderia ser que os adoçantes de baixa caloria acionam o corpo para estabelecer mais gordura abdominal – embora mais pesquisas fossem necessárias para estabelecer a ligação.

O estudo concluiu que “o uso de adoçantes de baixa caloria está associado independentemente com peso relativo mais pesado, uma cintura maior e uma maior prevalência e incidência de obesidade abdominal, sugerindo que o uso de adoçantes de baixo teor calórico pode não ser um meio eficaz de controle de peso”.

O estudo disse que os níveis globais da obesidade não diminuiu nas últimas três décadas. Um bilhão de adultos obesos é a estimativa para 2025.

Leia mais

Apesar dos adoçantes de baixo teor calórico serem recomendados para aqueles que fazem dieta, a Dra. Chia disse que a eficácia da alternativa de açúcar “enfrentou escrutínio crescente e permaneceu controversa”.

Acrescentou que os resultados das pesquisas até agora foram inconsistentes.

A Associação Internacional de Adoçantes disse que o estudo era observacional e não poderia provar causa e efeito.

Na semana passada, um relatório conjunto do Imperial College de Londres e de duas universidades brasileiras argumentaram que as bebidas dietéticas podem não ser melhores para a perda de peso do que as versões de açúcar integral.

 

Fonte: Daily Mail