Pesquisa revela qual a melhor forma para ganhar músculos.

0 45

Uma nova pesquisa está desafiando a sabedoria do treino físico tradicional para ganhar músculos. O estudo sugeriu que levantar pesos mais leves muitas vezes é tão eficiente quanto levantar pesos pesados.

 

Ganhar músculos. Esse estudo é o último de uma série de estudos que começou em 2010. Ele contraria décadas sobre a ideia de que a melhor maneira de construir o músculo é levantar pesos pesados.

“A fadiga é o grande equalizador aqui”, diz Stuart Phillips, autor sênior do estudo e professor do Departamento de Cinesiologia. “Levantai ao ponto de exaustão e não importa se os pesos são pesado ou leve.”

Como ganhar músculos?

Os pesquisadores recrutaram dois grupos de homens para o estudo. Todos eles experientes levantadores de peso, que seguiram por 12 semanas um treinamento de corpo inteiro. Um grupo levantou pesos mais leves (até 50% da
força máxima) para conjuntos variando de 20 a 25 repetições. O outro grupo levantou pesos mais pesados (até 90% da força máxima) por oito a 12 repetições. Ambos os grupos exercitaram-se ao ponto de fadiga.

Os investigadores analisaram amostras de músculos e ossos e observaram que ganhos de massa muscular, tamanho das fibras musculares, e medida-chave de força, eram praticamente idênticos.

“No ponto de fadiga, ambos os grupos ativaram ao máximo suas fibras musculares para gerar força”. Diz Phillips, que conduziu o trabalho com os alunos de pós-graduação e co-autores Rob Morton e Sara Oikawa.

E para meros mortais?

“Para o ‘mero mortal’ que quer ficar mais forte, nós mostramos que você pode parar com o levantamento de pesos pesados e não comprometer os ganhos”. Diz Phillips. “É uma nova descoberta que poderia levar as pessoas se protegerem de exercícios que teriam efeitos para a sua saúde.”

Outro achado importante foi que nenhum crescimento da força muscular ou estavam relacionadas à testosterona ou hormônio de crescimento, que muitos acreditam que são responsáveis por esses ganhos.

“É uma falsidade completa pensar que o aumento de curta duração no hormônio testosterona ou de crescimento é um motor de crescimento muscular”. Diz Morton. “É apenas hora de acabar com esse tipo de pensamento.”

Os pesquisadores sugerem, no entanto, que mais trabalho a ser feito nesta área, incluindo o que mecanismos subjacentes estão sendo feitos.

Leia mais

Os resultados são publicados online no Journal of Applied Physiology.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More