Dormir Menos de Sete Horas por Noite Está Associado a um Maior Risco de Pressão Alta, Revela Estudo da American College of Cardiology”

0 46

O estudo apresentado na conferência científica da American College of Cardiology revela uma forte associação entre a duração do sono e o risco de desenvolver pressão alta ao longo do tempo.

Com base em uma análise de 16 estudos conduzidos entre 2000 e 2023, envolvendo mais de um milhão de participantes sem histórico prévio de pressão alta, foi observado que uma duração de sono inferior a sete horas está significativamente associada a um maior risco de desenvolver hipertensão.

O principal pesquisador do estudo, Kaveh Hosseini, destacou que a associação entre sono insuficiente e pressão alta é ainda mais pronunciada para aqueles que dormem menos de cinco horas por dia. Ele enfatiza a importância de obter sete a oito horas de sono, conforme recomendado por especialistas em sono, para manter a saúde do coração.

A falta de sono adequado foi associada a um aumento de 7% no risco de desenvolver pressão alta, e esse risco aumentou para 11% para aqueles que dormiam menos de cinco horas. Surpreendentemente, não foram observadas diferenças significativas na associação entre a duração do sono e a hipertensão com base na idade dos participantes.

Embora o estudo não tenha investigado as razões específicas por trás dessa associação, os pesquisadores sugerem que hábitos de vida, condições médicas subjacentes e distúrbios do sono podem desempenhar um papel importante. Portanto, é essencial que as pessoas discutam seus padrões de sono com sua equipe de saúde, especialmente se tiverem problemas de sono que possam estar relacionados à apneia do sono.

Apesar das limitações do estudo, como a natureza auto-relatada da duração do sono e variações nas definições de sono insuficiente entre os estudos incluídos na análise, os resultados destacam a necessidade de mais pesquisas utilizando métodos mais precisos de avaliação do sono. A apresentação do estudo durante a conferência da ACC destaca a importância de considerar o sono como um fator crucial na prevenção da hipertensão e na promoção da saúde cardiovascular.

Fonte: https://www.eurekalert.org/news-releases/1039006

Deixe um comentário

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência Aceitar Leia Mais