Conheça a aranha mais rápida que um guepardo – Vídeo!

0 244

Nas florestas tropicais amazônicas do Peru, uma minúscula aranha se adaptou para escapar de predadores usando sua teia como um estilingue. Incrivelmente, essa adaptação as fizeram as aranhas mais rápidas do mundo.

Surpresos com a força exibida por uma aranha com cerca de 1 milímetro de tamanho, os pesquisadores decidiram dar uma olhada na mecânica dessa estratégia incomum para descobrir como algo tão pequeno poderia se lançar de uma teia com uma aceleração 100 vezes mais rápida do que um guepardo.

As descobertas foram publicadas na revista Current Biology.

Realizada por uma equipe do Instituto de Tecnologia da Geórgia, a pesquisa é o primeiro estudo cinemático de como essas aranhas podem armazenar energia suficiente para se lançarem de suas teias com tanta ferocidade. Esse estilingue acelera a aproximadamente 1.300 metros por segundo, sujeitando a aranha a forças de aproximadamente 130 G’s.

Confira o vídeo da aranha mais rápida do mundo abaixo ou clique aqui:

Confira o vídeo e se surpreenda com a capacidade desse pequeno ser vivo.

Para o contexto, isso é mais de 10 vezes a força que os pilotos de caça podem tolerar antes de desmaiar.

Aranhas voadoras povoaram ilhas no meio do oceano. Saiba mais!

“Ao contrário de sapos, grilos ou gafanhotos, a aranha estilingue não depende de seus músculos para pular muito rápido”, disse Dr. Saad Bhamla, professor assistente da Escola de Engenharia Química e Biomolecular da Georgia Tech, em um comunicado.

“Quando ela tece uma nova teia todas as noites, a aranha cria uma mola tridimensional complexa. Se você comparar esta mola de seda natural com nanotubos de carbono ou outros materiais feitos pelo homem em termos de densidade de potência ou densidade de energia, ela terá ordens de magnitude mais poderosa.”

Como parte do gênero Theridiosomatid, as aranhas de estilingue acabam de ganhar o prêmio de: A aranha mais rápida do planeta.

Fonte: IFLS

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência AceitarLeia Mais