Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Peixes arriscam a vida após ficarem viciados em opioides – Entenda!

0 221

Não demora muito para que os peixes-zebra (Danio rerio) fiquem viciados em opioides. Dentro de uma semana, eles arriscam suas vidas milhares de vezes por hora para obter uma dose da droga.

Esses resultados foram divulgados pelo primeiro estudo que deixou o próprio peixe escolher quando usar a droga.

Para treiná-los, os pesquisadores lançaram 1,5 miligramas de hidrocodona por litro de água toda vez que nadavam sobre uma plataforma rasa.

A droga rapidamente se filtrou do tanque, então eles tinham que voltar a superfície se quisessem manter a concentração.

Após apenas 5 dias, os peixes treinados estavam visitando a plataforma de entrega de opioides quase 2000 vezes a cada 50 minutos. divulgou hoje a equipe na revista Behavioral Brain Research.

Os peixes normalmente evitam as águas rasas, onde eles são mais propensos a serem vistos pelos predadores.

Quando a equipe manipulou o tanque com a droga, o peixe aumentou seus esforços, e visitou as águas rasas até 20 vezes por uma dose.

Estudos anteriores mostraram que o peixe-zebra exposto aos opioides torna-se estressado e ansioso quando o medicamento é retirado, apresentando sintomas de abstinência.

Mas esta é a primeira vez que os cientistas mostraram que o peixe-zebra se esforça – e até mesmo enfrenta o perigo da morte – para obter uma dose.

Como o peixe-zebra e os seres humanos compartilham o mesmo receptor de opioides em seus cérebros, bem como neurotransmissores como dopamina e serotonina que representam prazer e recompensa, a equipe espera usá-los para detectar novos tratamentos para o vício dessa droga.

Fonte: Science

Leia mais