Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Vírus construído por cientistas estimula o sistema imunológico contra o câncer

0 11

Cientistas suíços da Universidade de Genebra (UNIGE), Suíça, e da Universidade da Basileia criaram vírus artificiais que podem ser usados ​​para atacar o câncer.

Estes vírus desenhados alertam o sistema imunológico e fazem com que ele envie células imunológicas para ajudar a combater o tumor. Os resultados, publicados na revista Nature Communications, fornecem uma base para tratamentos inovadores contra o câncer.

A maioria das células cancerígenas só provocam uma reação limitada do sistema imunológico – mecanismo de defesa do corpo – e pode assim crescer sem resistência apreciável.

Em contraste, as infecções virais fazem com que o corpo libere sinais de alarme, estimulando o sistema imunológico a usar todos os meios disponíveis para combater o invasor.

Defesas reforçadas

As imunoterapias têm sido estudada no tratamento do câncer nos últimos anos. Eles “desinibem” o sistema de defesa do corpo e assim também fortalecem a luta contra essas células defeituosas.

Estimular o sistema imunológico para combater especificamente as células cancerosas, no entanto, manteve-se um objetivo distante.

Os pesquisadores conseguiram fabricar vírus de design inovadores que poderiam fazer exatamente isso. As equipes foram lideradas pelo Professor Dr. Doron Merkler do Departamento de Patologia e Imunologia da Faculdade de Medicina da UNIGE e pelo Professor Dr. Daniel Pinschewer do Departamento de Biomedicina da Universidade de Basileia.

Os pesquisadores construíram vírus artificiais baseados no vírus choriomeningitis linfocítico (LCMV), que podem infectar roedores e humanos.

Embora não sejam prejudiciais aos ratos, eles liberaram os sinais de alarme típicos de infecções virais. Os virologistas também integraram certas proteínas no vírus que, de outra forma, só são encontradas em células cancerosas.

A infecção com o vírus permitiu que o sistema imunológico reconheça essas proteínas cancerígenas como perigosas.

Leia mais

A combinação única de sinais de alarme e a proteína de células cancerígenas estimulou o sistema imunológico para criar um poderoso exército de linfócitos T citotóxicos, também conhecidos como células assassinas, que identificaram as células cancerígenas através de suas proteínas e as destruíram com sucesso.

Esperança para novos tratamentos contra o câncer

Os tratamentos disponíveis para pacientes com câncer desenvolveram-se enormemente nos últimos anos. No entanto, como relatam os pesquisadores, os tratamentos atuais ainda são inadequados no combate a muitas formas de câncer.

“Esperamos que nossos novos achados e tecnologias serão em breve utilizados em tratamentos contra o câncer e assim ajudar a aumentar ainda mais as suas taxas de sucesso”, dizem os autores sênior do estudo

Este vírus desenhado é muito promissor e já foi patenteado através da Unitec, uma estrutura que oferece conselhos, bem como contatos industriais e financeiros para UNIGE, o Hospital Universitário e da Universidade de Ciências Aplicadas e Artes de Genebra pesquisadores.

Fonte: Universidade de Genebra