Qual a quantidade segura de álcool que podemos beber? Veja a resposta aqui!

0 400

Uma questão que pode deixar as pessoas curiosas é: Qual a quantidade segura de álcool que podemos ingerir? A pergunta para essa questão foi definitivamente respondida por um novo e robusto estudo, publicado esta semana na revista The Lancet.

A pesquisa afirma que não há “nível seguro” de consumo de álcool – nem mesmo um copo de vinho tinto nas refeições.

No entanto, uma vez que não queremos arruinar totalmente o seu fim de semana, vale a pena ressaltar que os riscos de beber moderadamente são baixos. Além disso, tudo na vida vem com risco, de atravessar a rua para comer o seu jantar. É simplesmente entender e gerenciar esses riscos.

“A pesquisa também descobriu que qualquer nível de consumo de álcool está associado a um risco maior de problemas de saúde, mesmo depois de considerar que o consumo moderado pode proteger contra doenças cardíacas”, disse o Dr. Colin Angus, do Alcohol Research Group da Universidade de Sheffield em um comunicado.

“No entanto, é importante notar que muitas atividades cotidianas, como dirigir, carregam riscos que consideramos aceitáveis ​​- estudos como este podem ajudar as pessoas a fazer escolhas mais informadas sobre os riscos que desejam correr.”

Os pesquisadores analisaram centenas de estudos sobre o uso de álcool e seus efeitos sobre a saúde em 195 países entre 1990 e 2016. A análise mostrou que até 2,2% das mulheres e 6,8% dos homens morrem globalmente de problemas de saúde relacionados ao álcool a cada ano.

Mais especificamente, beber apenas um drink por dia aumenta o risco de desenvolver um dos 23 problemas de saúde relacionados ao álcool em 0,5%.

Embora os cientistas do estudo aceitem que o consumo moderado de álcool pode trazer alguns benefícios para a saúde, principalmente para doenças cardíacas, eles são superados pelo coquetel de efeitos adversos que também vêm com o álcool.

Em países de alta renda, as mortes prematuras mais comuns relacionadas ao álcool foram causadas por cânceres, enquanto nos países de baixa renda os principais culpados foram tuberculose, cirrose e doenças crônicas do fígado.

Nos países de renda média e alta a média, o AVC foi a razão por trás das mortes relacionadas ao álcool.quantidade segura de álcool

Soa um pouco assustador

No entanto, embora os riscos sejam reais, isso não significa necessariamente que você deve se abster completamente.

“Dado o prazer presumivelmente associado ao consumo moderado, alegar que não há um nível ‘seguro’ não parece um argumento para a abstenção. Não há nível seguro de direção, mas o governo não recomenda que as pessoas evitem dirigir ”, explica o professor Dr. David Spiegelhalter, professor da Winton de risco público na Universidade de Cambridge, que não participou do estudo.

“Pense sobre isso, não há nível de vida seguro, mas ninguém recomendaria a abstenção completa”.

Fonte: IFLS

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência AceitarLeia Mais