Imagem de drone descobre uma prisão de baleias – Assista!

0 9.368

Mais de 100 cetáceos foram encontrados confinados dentro de uma série de cercados na costa do Pacífico da Rússia, perto da cidade de Nakhodka, no sudeste do país. Imagens mostram como é essa prisão de baleias.

No total, 11 orcas e 90 baleias beluga estão sendo alojadas no que os ativistas estão chamando de “cadeia de baleias”, potencialmente ilegal.

Esse é o maior número de animais marinhos a serem mantidos de tal forma, relata a Whale and Dolphin Conservation (WDC), uma instituição de caridade para a vida selvagem baseada no Reino Unido.

Acredita-se que os cetáceos foram capturados e mantidos para serem vendidos a parques temáticos oceânicos na China a um alto preço, com empresas distribuindo até US $ 6 milhões (ou mais) pelo seu animal. O país tem mais de 60 parques marinhos e pelo menos outros 12 estão em construção, segundo o The Telegraph.

Enquanto a operação de compra e venda de cetáceos para entretenimento é estritamente ilegal – eles só podem ser capturados por razões científicas e educacionais – a lei internacional que proíbe a atividade é rotineiramente desrespeitada.

Veja o vídeo abaixo (se estiver vendo pelo celular clique aqui):

Conheça nosso Instagram  @noticiaalternativa

Os promotores estão investigando esse caso para descobrir se esses cetáceos foram capturados para fins científicos ou educacionais, como as empresas dizem ter. (Isso ocorre apesar do fato de que as filmagens mostram claramente muito mais cetáceos do que os 13 que supostamente receberam permissão para capturar no início deste ano).

Os advogados também examinarão as condições em que estão sendo mantidos, o que o Greenpeace Rússia descreveu como “tortura”.

Leia mais

O tamanho dos cercados e o número de orcas e belugas vistos também sugerem que os tanques podem conter bebês, dizem os ativistas. Especialistas temem que a escala dessa atividade não seja apenas prejudicial para os cetáceos mantidos nos recintos, mas para o futuro das espécies.

“Pegando-os nesse ritmo, corremos o risco de perder toda a nossa população de orcas”, disse o coordenador de pesquisa do Greenpeace na Rússia, Oganes Targulyan, ao The Telegraph.

“A cota de captura agora é de 13 animais por ano, mas ninguém está levando em conta que pelo menos uma orca é morta para cada uma capturada”.

Fonte: IFLS

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More