Buraco enorme em praia na Austrália assusta moradores – Vídeo!

0 503

Um enorme buraco se abriu em uma praia na Austraália depois de um desmoronamento na área, com imagens capturando a enorme lacuna.

Descrito como um “nearshore landslip”, a distância buraco aberto em uma praia australiana é estimado em cerca de 200 a 300 metros de largura e 7,5 metros de profundidade. O colapso aconteceu durante a noite no domingo, 23 de setembro.

Acredita-se que o buraco tenha sido causado pela erosão e, felizmente, ninguém ficou ferido no incidente. Mas as pessoas foram orientadas a evitar a área após o evento; em 2015, um deslizamento similar engoliu veículos e tendas.

“É provável que essa erosão tenha sido causada pelo enfraquecimento de parte da costa pelo fluxo de maré, ondas e correntes”, disse o Departamento de Meio Ambiente e Ciência de Queensland em um comunicado.

Vídeo:

“Quando isso ocorre abaixo da linha de água, o litoral perde o apoio e uma seção desliza para o mar, deixando um buraco, cujas bordas voltam para a costa.”

Em um posto atualizado hoje, o Departamento disse que os guardas florestais do Serviço de Parques e Vida Silvestre de Queensland (QPWS) inspecionaram a área e viram uma pequena expansão no buraco devido à ação das ondas.

Eles também notaram que os boatos de um segundo desmoronamento na área eram infundados.

As residências mais próximas ficam a pelo menos 150 metros de distância do local, então eles ainda não estão em perigo. As autoridades ficarão de olho no buraco para garantir que ele não fique pior.

Este buraco em particular estava localizado a poucas centenas de metros do evento mencionado em setembro de 2015. Mais recentemente, outro atingiu a região em 2016. E este provavelmente não será o último visto na península.

Leia mais

“Poderemos ver outro em 12 meses, ou um em poucos anos”, disse Peter Davies, da Universidade da Costa do Sol, à Australian Broadcasting Corporation.

“Tudo o que podemos dizer com alguma certeza é que é uma área instável inerente e estará assim periodicamente.”

Fonte: IFLS

 

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More