PornHub mostra dados intrigantes durante a Copa do Mundo – Veja!

0 1.110

O PornHub está de volta compartilhando seu tesouro aparentemente infinito de dados, desta vez observando os bizarros hábitos masturbatórios e o tráfego da Internet durante a Copa do Mundo da FIFA 2018.

Em todo o mundo, parece que as pessoas estão realmente curtindo futebol este ano (um pouco demais, você poderia argumentar).

Quando o torneio começou, em 14 de junho, o PornHub teve um grande fluxo de usuários buscando a palavra chave “futebol”.

No entanto, enquanto alguns países se distraíam com a novidade da pornografia futebolesca, outros se concentravam na tarefa em questão. O PornHub mediu a queda média no tráfego durante a partida de cada país na fase de qualificação.

Por essa medida, o Senegal era o país mais obcecado por futebol, com o tráfego do PornHub caindo 47% enquanto o time jogava. Eles foram seguidos de perto pelo Irã, Islândia, Croácia, Marrocos, Argentina, Portugal e Bélgica.

Em comparação, Austrália, Rússia, Costa Rica, França e Inglaterra parecem notavelmente não se incomodar com as façanhas da Copa do Mundo, com apenas uma pequena queda (5% a 13%) no tráfego durante as partidas.

O estágio eliminatório pinta um quadro ligeiramente diferente.

O jogo Uruguai contra Portugal viu a maior queda no tráfego no site, com um declínio maciço de 61% no Uruguai e 43% de declínio em Portugal. Talvez esse fosse o segredo da vitória do Uruguai?

Essa queda no tráfego foi seguida de perto pela França contra Argentina (35% e 36%, respectivamente), Espanha contra Rússia (26% e 17%), Croácia contra Dinamarca (39% e 36%) e Brasil contra México. (33 por cento e 12 por cento).

Veja os gráficos:

porntub PornHub porntub

As pessoas amantes de dados no PornHub regularmente tratam seus usuários fiéis a esses tipos de insights, como padrões de comportamento e tráfego durante o Casamento Real por exemplo

Uma das percepções mais astutas fornecidas pelo PornHub foi o que aconteceu com seu tráfego logo após o eclipse solar de agosto de 2017.

Fonte: IFLS

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More