Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Cientistas revelam como plantas-carnívoras evoluíram

0 83

Essas são as plantas mais mortíferas no mundo, usando as folhas para prender e devorar insetos. Mas até agora, pouco se sabe sobre como ou porque as plantas carnívoras evoluíram para comer carne.

Os pesquisadores agora analisaram o DNA de três variedades de plantas-carnívoras em todo o mundo e surpreendentemente descobriram que as três evoluíram completamente independentemente uma das outras usando o mesmo truque genético.

Os pesquisadores olharam para as plantas-carnívoras da Austrália, Ásia e os EUA para entender como eles evoluíram. Dr. Victor Albert, um dos pesquisadores da Universidade Estadual de Nova York em Buffalo, disse: “Estas plantas têm um kit de ferramentas genéticas, e eles estão tentando chegar a uma resposta para o problema de como se tornar carnívoro. “E, no final, todos eles vêm com a mesma solução.”

Pesquisas anteriores mostraram que as três espécies evoluíram independentemente para serem carnívoras. O novo estudo baseia-se nesta investigação para revelar em detalhes como elas adaptaram muitas das mesmas proteínas do sistema imunológico antigo para criar enzimas para digerir presas.

Link 100% seguro

Sequenciamento

Após a sequenciação do genoma das espécies, a equipe identificou os genes que são ativados diferentemente nessas plantas. Os genes estão envolvidos na produção de proteínas que incluem a quitinase básica, que destrói a quitina, o componente principal dos exoesqueletos de insectos duros.

Outra enzima, a fosfatase, permite que as plantas absorvam fósforo vital dos corpos de suas vítimas.

“Isso sugere que há apenas caminhos limitados para se tornar uma planta carnívora”, disse o Dr. Albert. Essa “evolução convergente” entre espécies não relacionadas muitas vezes envolve uma adaptação especialmente valiosa.

No caso de plantas carnívoras, que tendem a viver em ambientes pobres em nutrientes, a capacidade de digerir os animais é uma grande vantagem.

“As plantas carnívoras frequentemente vivem em ambientes pobres em nutrientes, de modo que a capacidade de capturar e digerir os animais pode ser indispensável, dada a escassez de outras fontes de alimento”, disse um dos co-autores do estudo, Dr. Kenji Fukushima.

Os resultados do estudo “implicam restrições sobre as rotas disponíveis para evoluir plantas- carnívoras”, disseram os autores.

Curso da evolução

Durante o curso da evolução, blocos de construção de enzimas chamadas aminoácidos são muitas vezes trocados e substituídos por outros aminoácidos.

As enzimas presentes nas plantas-carnívoras partilham numerosas substituições de aminoácidos idênticas ou muito semelhantes que não ocorrem em espécies não carnívoras.

A pesquisa é publicada na revista Nature Ecology and Evolution.

 

Fonte: Daily Mail

Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se para receber mais notícias e atualizações
Você pode desativar quando quiser