Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pinguins africanos formam grupos de caça – Saiba mais!

0 238

Pinguins africanos foram observados usando trabalho em equipe para serem mais eficientes na captura de peixe.

Os pinguins africanos (Spheniscus demersus) trabalham juntos para encurralar e capturar peixes. Esta descoberta nos permite compreender melhor o comportamento das aves, o que pode ser útil para sua conservação.

Pinguins africanos são encontrados ao largo da costa sul da África e comem peixes pequenos, como anchovas e sardinhas. Mas, devido aos colapsos nas unidades populacionais de peixes, seus alimentos estão se esgotando, então os cientistas decidiram descobrir mais sobre como eles se alimentam.

As descobertas foram publicadas na Royal Society Open Science. A equipe anexou pequenas câmeras nas costas de 12 pinguins para ver como eles se comportavam debaixo d’água.

No total, reuniram 14 horas de vídeos, dando-lhes a oportunidade de estudar a vida subaquáticas desses animais intrigantes.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrir que os pinguins pescaram em grupo 33 por cento do tempo. Eles trabalharam como um grupo para coagir peixes até a superfície da água, reunindo-os em colunas e depois em bolas.

Isso torna o peixe mais fácil de ser pego porque qualquer tentativa de escapar da bola faz uma refeição fácil. A utilização desta técnica especializada tornou os pinguins 2,7 vezes mais eficientes em pegar suas presas do que quando pescaram sozinhos.

“Este estudo fornece a primeira evidência de que os pinguins estão a interagir ativamente com outros indivíduos para melhorar a eficiência da caça”, disse Dr. Yuuki Watanabe, do Instituto Nacional de Pesquisa Polar, Japão.

Comportamento animal

Este tipo de comportamento já foi visto em animais como golfinhos, mas nunca antes em pinguins. Os pássaros também se comunicavam antes da caça em grupo, sugerindo que eles estavam planejando seu ataque de forma atenta.

Infelizmente, os pinguins africanos são classificados como ameaçados na Lista Vermelha da IUCN e seus números caíram mais de 60% desde a década de 1970.

Os pesquisadores estão preocupados com o fato de que menos pinguins significará menos capacidade de caçar em equipe. Isso levará a uma diminuição da eficiência de forrageamento. Por sua vez, fará com que os pinguins se tornem ainda mais ameaçados à medida que aumentarão os esforços para obterem comida suficiente.

“Se eles se beneficiam da caça em grupo e há menos parceiros no mar, a caça fica cada vez mais difícil”, disse o cientista Dr. Alistair McInnes, da Nelson Mandela Metropolitan University, África do Sul, ao New Scientist.

Fonte: IFLS