Descoberto pinguim gigante que viveu na Nova Zelândia – Saiba mais!

0 471

Os restos de um antigo pinguim gigante, tão alto como um ser humano, foram encontrados envolvidos em rocha em uma praia na Nova Zelândia.

Os caçadores de fósseis descobriram os ossos pré-históricos na rocha sedimentar que formaram 55 a 60 milhões de anos atrás no que é agora a praia de Hampden em Otago, na Ilha do Sul do país.

As medidas do esqueleto parcial mostram que o pássaro pesava cerca de 100 kg e tinha um comprimento de corpo de 1,77 metros, igual à altura média de um homem americano.

pinguim gigante

Os pinguins imperadores, as espécies mais altas de pinguins vivos hoje, atingem apenas 1,2 metros quando crescem completamente.

Os pinguins evoluíram a partir de pássaros voadores há dezenas de milhões de anos, mas perderam a habilidade de chegar no ar e se tornaram nadadores profissionais.

Os pedaços do esqueleto mais recente, incluindo asas, espinha, ossos de peito e perna, foram descobertos há mais de uma década, mas a rocha que segurava os ossos fossilizados foi tão difícil de ser removida que levou todo esse tempo para que os pesquisadores preparassem e estudassem os restos.

Os restos fossilizados dos pinguins gigantes foram datados de 20 a 50 milhões de anos atrás, mas exemplos mais antigos são extremamente raros.

O último exemplar, relatado na Nature Communications, sugere que alguns pinguins se tornaram gigantes pouco depois dos pinguins terem se especializados no mergulho.

No momento em que a espécie recém-descoberta estava viva, teria compartilhado o ambiente subtropical quente com outras aves marinhas, tartarugas e tubarões.

Fonte: The Guardian

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se para receber mais notícias e atualizações
Você pode desativar quando quiser