Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Parasita em salmão causa crise entre os produtores – Saiba mais!

0 746

Os criadores de salmão tem um péssimo problema, e o mundo começou uma corrida para resolvê-lo.

Uma onda de “piolhos” parasitas está prejudicando as fazendas de salmão em todo o mundo.

Os pequenos piolhos se prendem ao salmão e se alimentam do peixe, matando ou tornando-os inadequados para o consumo.

Enquanto isso, o preço no atacado do salmão está bem acima do normal, subiu até 50% em relação ao ano passado. Isso significa maiores preços ao consumidor.

Os piolhos são pequenos crustáceos que infestaram fazendas de salmão nos EUA, Canadá, Escócia, Noruega e Chile, principais fornecedores de peixes com alto teor proteico e tido como saudável pelos nutricionistas.

Cientistas e piscicultores estão trabalhando em novas maneiras de controlar a praga, que segundo a revista Fish Farmer, custa anualmente ao setor aquático mais de US$ 1 bilhão.

Até agora, tem sido uma luta árdua em países pelos quais a produção de salmão representa uma grande parte da economia.

“Nosso trabalho tem que ser mais rápido que a evolução dos piolhos”, disse Jake Elliott, vice-presidente da Cooke Aquaculture em Blacks Harbour, New Brunswick.

piolho de salmão
Foto mostra um salmão infestado pelo crustáceo parasita.

parasita de salmão

Como derrotar?

Leia mais

Os especialistas dizem que para derrotar os piolhos eles terão que usar um conjunto de novas tecnologias, incluindo ferramentas de gerenciamento mais antigas, como pesticidas e estratégias mais recentes, como a criação de resistência genética.

As soluções inovadoras em uso ou desenvolvimento incluem o banho do salmão em água morna para remover os piolhos e também eliminando os piolhos com lasers subaquáticos.

“Não há ferramentas suficientes agora para permitir que o agricultor realmente lide efetivamente com isso”, disse Shawn Robinson, cientista do Departamento Canadense de Pescas e Oceanos.disse Robinson.

Os piolhos podem crescer até o tamanho de uma ervilha e colocar milhares de ovos em sua vida útil.

Fonte: The Washington Post