30-40% da obesidade em crianças vem dos pais

0 11

Cerca de 35-40 por cento do IMC de uma criança é herdada de seus pais, descobriu um novo estudo.

Para as crianças mais obesas, a proporção aumenta para 55-60 por cento, sugerindo que mais da metade de sua tendência para a obesidade é determinada pela genética e ambiente familiar.

O estudo, conduzido pela universidade de Sussex, usou dados sobre as alturas e pesos de 100.000 crianças e seus pais que abrangem seis países no mundo inteiro: Reino Unido, EUA, China, Indonésia, Espanha e México.

Os pesquisadores descobriram que a transmissão intergeracional de IMC (Índice de Massa Corporal) é aproximadamente constante em torno de 20% por pai – ou seja, o IMC de cada criança é, em média, 20 por cento devido à mãe e 20 por cento devido ao pai.

O padrão de resultados, diz o autor principal, Dr. Peter Dolton da Universidade de Sussex, é notavelmente consistente em todos os países, independentemente do seu estágio de desenvolvimento econômico, grau de industrialização ou tipo de economia.

O Dr. Dolton ainda disse: “Nossa evidência vem de dados de todo o mundo com padrões muito diversos de nutrição e obesidade – de uma das populações mais obesas – EUA – a dois dos países menos obesos do mundo – China e Indonésia.”

“Isto dá uma introspecção importante e rara em como a obesidade é transmitida através das gerações nos países desenvolvidos e em desenvolvimento.”

Leia mais

“Descobrimos que o processo de transmissão inter-geracional é o mesmo em todos os países”.

Os resultados são publicados na revista Economics and Human Biology.

 

Fonte: Eurekalert

Comentários

Loading...