Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pesticidas foram encontrados em mel por todo o mundo – Saiba mais!

0 261

Novo estudo revela que insecticidas estão crescendo em amostras de mel de todo o mundo, sugerindo que as abelhas e outros polinizadores estão amplamente expostos a esses produtos químicos perigosos.

Os inseticidas de uso comum, conhecidos como neonicotinóides, são absorvidos pelas plantas e espalhados pelos seus tecidos.

Quando os polinizadores coletam e consomem pólen e néctar contaminados, eles podem sofrer problemas de aprendizagem e memória que dificultam a capacidade de coletar alimentos e às vezes ameaçam a saúde de toda a colmeia.

Essa é uma grave preocupação devido ao papel importante das abelhas selvagens nas culturas polinizadoras, principalmente frutas e vegetais.

Link 100% seguro

Para ter uma ideia da extensão da ameaça dos pesticidas aos polinizadores, pesquisadores da Suíça pediram a seus amigos, parentes e colegas em todo o mundo para fornecer amostras de mel de origem local.

Eles encontraram inseticidas mais frequentemente em amostras da América do Norte, onde 86% tinham um ou mais neonicotinóides, já na América do Sul a contaminação ocorreu em apenas 57% das amostras.

Globalmente, pouco mais de um terço das amostras apresentaram níveis que mostraram problemas para as abelhas, informam os pesquisadores hoje na revista Science.

Nenhuma das amostras apresentou concentrações perigosas para a saúde humana. Mais de dois tipos de neonicotinóides apareceram em 45% das amostras de mel e 10% tiveram quatro ou cinco; os efeitos das misturas não são conhecidos, mas suspeita que sejam pior.

A equipe solicita aos governos que disponibilizem mais dados sobre as quantidades de neonicotinóides que estão sendo usadas na agricultura, o que ajudaria a esclarecer a relação entre os montantes utilizados pelos agricultores e o aumento do mel.

Fonte: Science

Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se no Notícia Alternativa
Inscreva-se para receber mais notícias e atualizações
Você pode desativar quando quiser