Filhote de baleia narval é adotado por grupo de baleias belugas – Vídeo!

0 718

Encalhadas a quilômetros e quilômetros de distância de casa, as coisas não pareciam muito boas para esse jovem narval (Monodon monoceros). Felizmente, o jovem está indo muito bem graças aos seus novos amigos, um grupo local de baleias beluga.

O jovem narval, uma baleia com dentes de tamanho médio, foi localizado nas águas do rio São Lourenço, perto da província de Quebec, pelo Grupo de Pesquisa e Educação de Mamíferos Marinhos (GREMM) em julho.

Todos os anos, os pesquisadores do GREMM se dirigem ao rio e ao seu estuário para contar e fotografar as baleias beluga. Para sua surpresa, eles notaram uma estranha adição à gangue: um jovem narval, a cerca de mil quilômetros ao sul de sua habitual região ártica.

Ao que tudo indica, o narval perdido foi adotado pelas belugas. Agora ele vive alegremente ao lado delas, apesar de suas óbvias diferenças.

Vídeo:

Você pode visualizar o narval na imagem acima graças à sua coloração cinza salpicada e sua longa presa única.

Na verdade, é bastante surpreendente que as baleias beluga e narvais, estejam no rio São Lourenço, como são encontradas principalmente em águas geladas do Ártico. O grupo dde belugas que vivem na área são uma população isolada que não costuma migrar tanto quanto outros grupos.

“Eu não acho que isso deveria surpreender as pessoas”, acrescentou Martin Nweeia, pesquisador e especialista em narwhal da Universidade de Harvard. “Eu acho que isso mostra … a compaixão e a abertura de outras espécies para receber outro membro que pode não parecer ou agir da mesma forma. E talvez essa seja uma boa lição para todos.”

Mesmo que estas duas espécies possam parecer um pouco diferentes, elas são na verdade os dois únicos membros da família dos cetáceos Monodontidae. Eles são ambos mamíferos marinhos altamente sociáveis, embora os narvais tendam a ficar em mares profundos, cobertos por uma camada de gelo espesso.

“Devido à mudança climática sendo observada no Ártico, há uma chance de que essas duas espécies relacionadas… possam se encontrar cada vez mais frequentemente nas próximas décadas”, disse a GREMM em um post no blog.

Leia mais

Há também muitas evidências para sugerir que eles tiveram problemas próximos uns com os outros antes. Em 1993, um estudo científico documentou o crânio de um aparente cruzamento entre um narval e uma baleia beluga, embora o teste de DNA nunca tenha sido realizado para confirmar essa teoria.

Fonte: IFLS

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More