Pesquisador descobre nova fonte para melhorar a memória – Conheça!

0 312

Uma nova fonte foi criada para melhorar a memória, combinando pesquisas anteriores sobre aprimoramento de memória e experiência em design.

Testes preliminares mostram que, quando as informações são transmitidas nessa fonte, apelidada de Sans Forgetica, os participantes retêm uma parte pequena, mas significativa, do que leram.

Estudos anteriores mostraram que as pessoas são mais propensas a lembrar informações quando o cérebro foi forçado a fazer um esforço extra para absorvê-las.

Uma equipe de psicólogos e designers da Universidade RMIT da Austrália decidiu combinar suas habilidades para produzir uma fonte que atinge o que o Dr. Janneke Blijlevens chama de “ponto de dificuldade desejável”.

“A maioria das fontes foi projetada para ser fácil de ler”, disse Dr. Blijlevens ao IFLScience.

“Tivemos que deliberadamente quebrar os princípios usuais de design para criar uma fonte que fosse um pouco mais difícil”.

Blijlevens e colegas criaram três novas fontes difíceis de ler e testaram as respostas das pessoas. Eles descobriram que uma de suas criações era muito fácil, sendo apenas um pouco mais difícil de ler do que as fontes normais, enquanto outra era muito difícil.

No meio, Sans Forgetica, uma modificação de Albion, tem uma inclinação para trás, como um itálico reverso, e está faltando pequenos pedaços de cada letra.

O estudo

Os autores então apresentaram 303 alunos com informações, em parte, em Arial e em parte em Sans Forgetica, antes de lhes dar um teste de múltipla escolha sobre o que haviam aprendido. O trabalho ainda não foi publicado e, até agora, a equipe não testou o Sans Forgetica contra uma variedade maior de outras fontes. No entanto, Blijlevens disse que houve uma diferença estatisticamente significativa entre o sucesso de 50 por cento de memória para as informações em Arial, e os 57 por cento obtidos para o componente Sans Forgetica.

Blijlevens acrescentou que a equipe originalmente concebeu Sans Forgetica como algo que os alunos poderiam usar para escrever notas de estudo em preparação para os exames. No entanto, como palestrante, ela também vê potencial para os professores destacarem as partes de suas aulas que eles mais querem que os alunos notem.

Leia mais

“Nunca foi nossa intenção monetizar isso, acredito que o conhecimento deve ser livre para todos”, acrescentou Blijlevens. Consequentemente, a universidade fez o Sans Forgetica livre para download.

Blijlevens reconheceu que o aspecto retrógrado de Sans Forgetica é provavelmente efetivo apenas por causa de sua raridade. Blijlevens sugere “usá-lo com sabedoria”, pois seu benefício provavelmente se desgastará. No entanto, Blijlevens acha que uma fonte com lacunas em suas letras provavelmente nunca se tornará realmente fácil de ler e, portanto, a Sans Forgetica manterá parte de seu poder.

Fonte: IFLS

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More