Homens altos têm maior risco de desenvolverem câncer de próstata agressivo

0 135

Homens altos possuem maior risco de desenvolverem câncer de próstata agressivo e de morrer da doença, sugere o resultado de um grande estudo.

Cientistas britânicos descobriram que a cada 10 cm na altura a chance de desenvolver câncer de próstata aumenta em 21% e o risco de morte da doença em 17%.

Eles também descobriram que a obesidade aumentou o risco de câncer de próstata agressivo.

A principal pesquisadora, a Dra. Aurora Pérez-Cornago, da Universidade de Oxford, disse: “O achado de alto risco em homens mais altos pode fornecer informações sobre os mecanismos subjacentes ao desenvolvimento do câncer de próstata – por exemplo, relacionado à nutrição e crescimento precoce.”

“Nós também descobrimos que o peso corporal saudável está associado a um risco reduzido de câncer de próstata de alto grau e morte por câncer de próstata anos depois”.

O estudo, publicado na BMC Medicine (link para o estudo aqui) na quinta-feira, descobriu que o aumento da altura não estava associado ao risco geral de desenvolver câncer de próstata, mas apenas com formas agressivas da doença.

O risco total de câncer de próstata foi sim relacionado ao índice de massa corporal e à circunferência da cintura.

Leia mais

Cada 10 cm extra na cintura foi associado a 13% maior probabilidade de ter câncer de próstata de alto grau e um risco 18% maior de morrer da doença.

A obesidade tem sido associada a 11 tipos de câncer comuns, mas os pesquisadores acreditam que suas descobertas sobre o peso podem ser – pelo menos parcialmente – resultado de problemas de detecção.

Eles dizem que os homens obesos podem ter menos probabilidades de serem diagnosticados com câncer de próstata, porque têm concentrações mais baixas de antígenos específicos da próstata, são menos propensos a sofrerem uma biópsia e tendem a ter próstatas maiores, dificultando a detecção.

Uma probabilidade reduzida de detecção precoce e tratamento pode levar a uma maior incidência de doenças agressivas e maior mortalidade, sugerem os pesquisadores.

Fonte: The Guardian

Comentários

Loading...