EUA importam milhares de produtos feitos a partir de Girafas – Entenda!

0 638

Ao longo de uma década, dezenas de milhares de partes de girafas foram importadas abertamente para os Estados Unidos.

Esses dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Humane Society dos Estados Unidos e pela Humane Society International (HSI).

Isso porque trazer o animal mais alto do mundo pelas fronteiras americanas é totalmente legal.

Entre 2006 e 2015, os EUA importaram cerca de 40.000 peças e produtos feitos a partir de girafas, principalmente para usos comerciais, representando cerca de 4.000 girafas.

Embora o número de girafas tenha diminuído em cerca de 40% nas últimas três décadas, produtos feitos de girafas, incluindo Bíblias e facas personalizadas, estão sendo vendidos por 51 revendedores em todo o país legalmente.

Vídeo mais abaixo!

Investigadores usando câmeras secretas entraram em 21 lojas em sete estados americanos. Em uma gravação de vídeo produzida pela equipe, um vendedor é visto explicando como as girafas precisam ser mortas porque são animais agressivos e colocam em risco as vidas e os meios de subsistência dos aldeões africanos.

Alguns dos itens encontrados incluem itens sofisticados como uma girafa taxidermizada que custa US$ 8.000 e uma jaqueta de girafa customizada listada em US$ 5.500, para itens de menor custo, como pulseiras de US$ 10.

girafas girafas

Ameaça

As girafas estão listadas como “vulneráveis” pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN), após um estudo de 2016 sugerindo que seus números caíram de 150.000 para cerca de 100.000 desde 1985.

Mas as girafas não são consideradas ameaçadas, o que significa que tecnicamente não precisam receber proteção do governo federal.

“A compra de peças de girafa coloca toda a espécie em risco. A girafa está sendo extinta em silêncio. Com a população selvagem com pouco menos de 100.000 indivíduos, o que significa menos de um terço do número de elefantes na África”, disse o presidente da HSI, Kitty Block, em um comunicado.

É por isso que a organização está pedindo que o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos liste as girafas como uma espécie em extinção. Se isso acontecesse, colocaria restrições às importações, exportações e vendas de peças e produtos de girafas, como já foi feito para outros animais ameaçados de extinção como os rinocerontes.

De acordo com a IUCN, as girafas correm maior risco de perda de habitat, agitação civil e caça furtiva.

Como as girafas chegam aos EUA?

Bem, isso tem a ver principalmente com os caçadores. Em média, aproximadamente uma girafa é importada para os EUA por caçadores esportivos americanos todos os dias, um número impressionante.

Embora os defensores da caça esportiva frequentemente argumentem que o esporte ajuda a regular as populações de animais selvagens, ainda faltam evidências disso.

Enquanto isso, a corrupção geralmente significa que o dinheiro dos caçadores esportivos não acaba indo para a conservação da vida selvagem, como deveria.

Um estudo de 2017 descobriu que a caça esportiva pode levar rapidamente os animais vulneráveis, como leões e elefantes, à extinção. Portanto, restringir o movimento das partes da girafa para os EUA, ou acabar com a caça esportiva desses animais, poderia ajudar a preservar essa espécie.

Fonte: IFLS e HSI

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência AceitarLeia Mais