Conheça o único caso em que fumar foi benéfico para a saúde de uma pessoa

0 17

Há pelo menos uma pessoa no mundo que fumar foi benéfico, e foi necessária uma colaboração internacional de cientistas para descobrir o porquê.

O bioquímico Dr. John Olson e colaboradores na Alemanha e na França ajudaram uma jovem e seu pai a entender por que ela tem anemia, mas seu pai, que é fumante, não.

A mulher, que estava com 20 anos quando diagnosticada, e seu pai compartilham uma mutação no gene que codifica a hemoglobina, a proteína nas células vermelhas do sangue responsável por transportar oxigênio para as células ao redor do corpo.

A mutação é uma das mais de 1.000 descobertas até agora na hemoglobina humana adulta. A maioria parece não ter nenhum efeito sobre as pessoas, mas quando ocorrem problemas médicos, a doença é chamada hemoglobinopatia.

Neste caso, a família estava vivendo em Mannheim, na Alemanha, mas o pai nasceu na cidade turca de Kirklareli.

A mutação de Kirklareli não afetou o teor de ferro do sangue de seu pai, mas pareceu ser a causa raiz da anemia crônica da jovem, de acordo com os pesquisadores.

Uma investigação mais aprofundada revelou que a absorção de monóxido de carbono a partir da fumaça do cigarro é terapêutica para aqueles com esta doença genética rara.

Um artigo sobre a pesquisa apareceu este mês no Journal of Biological Chemistry.

“Ele nunca será um atleta porque seu sangue não pode carregar tanto oxigênio, mas fumar o impediu de ser anêmico”, disse o Dr. Olson. “E há um benefício lateral. As pessoas com esse traço são mais resistentes ao envenenamento por monóxido de carbono”.

Leia mais

Mais informações em: Rice University

Comentários

Loading...