Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pesquisa lista os principais fatores de risco de morte no mundo – Top 10

0 707

A má alimentação é responsável por 20% das mortes em todo o mundo, de acordo com o estudo mais abrangente já realizado sobre o assunto.

Milhões de pessoas estão comendo o tipo errado de alimentos para terem uma boa saúde.

Comer poucos grãos integrais, frutas, nozes, sementes e óleos de peixe e com alto teor de sal aumenta o risco de uma morte precoce, de acordo com o estudo enorme e contínuo estudo global.

O estudo, com base no Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde da Universidade de Washington, compilou dados de todos os países do mundo e faz estimativas informadas onde existem lacunas.

Cinco artigos sobre a expectativa de vida e as causas e fatores de risco de morte e saúde foram publicados pela revista médica Lancet.

A expectativa de vida em 2016 em todo o mundo foi de 75,3 anos para mulheres e 69,8 para homens. O Japão tem a maior expectativa de vida com 84 anos e a República Centro-Africana tem o mínimo em pouco mais de 50 anos.

A dieta é o segundo maior fator de risco para a morte precoce perdendo apenas para a pressão alta.

Outros altos riscos são a alta glicemia que pode levar a diabetes, tabagismo, alto índice de massa corporal (IMC), que é uma medida de obesidade e colesterol total elevado. Tudo isso pode estar relacionado com a ingestão de alimentos errados, embora existam também outras causas.

Veja quais são os maiores fatores de risco encontrados pela pesquisa:

  1. Pressão sistólica alta
  2. Dieta
  3. Tabaco
  4. Poluição atmosférica
  5. Alta concentração de açúcar no sangue
  6. IMC alto
  7. Colesterol
  8. Álcool e droga
  9. Má-nutrição infantil
  10. Problemas renais
  11. Água contaminada
  12. Acidente de trabalho
  13. Baixa atividade física
  14. Sexo não seguro
  15. Outros riscos ambientais
  16. Baixa densidade mineral nos ossos
  17. Abuso e violência sexual.
fatores de risco
Os principais fatores de risco para morte no mundo.

 

Leia mais

Fonte: The Guardian