Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Sim, comer fast food pode fazer bem para você – Saiba como

0 282

A gordura encontrada em fast food pode ajudar a proteger contra a forma mais mortal de câncer de pele, afirma um estudo.

Os especialistas descobriram que o ácido palmítico, que está em produtos como hambúrgueres e biscoitos, alimenta uma proteína envolvida no processo de pigmentação para ajudar a proteger contra mutações nocivas causadoras do câncer de pele.

Embora o fast food possa ter efeitos nocivos sobre o coração e o cérebro, ele pode prevenir o melanoma, um câncer de pele mortal.

As taxas de pessoas com diagnóstico de melanoma aumentaram nos últimos 30 anos nos Estados Unidos. A Sociedade Americana do Câncer estima que cerca de 10 mil pessoas morrerão desse câncer este ano.

Os especialistas disseram que esse avanço na pesquisa poderia levar a uma droga para aqueles que possuem cabelos ruivos, pele clara ou têm bronzeado constante, todos os quais possuem maior risco de contrair câncer de pele.

Pesquisadores da Universidade de Boston em Massachusetts descobriram o ácido palmítico, controla a atividade do gene mc1R.

Este gene, também conhecido como o “gene dos ruivos”, afeta o tipo de pigmento de melanina produzido pela pele.

Essas variantes caracteriza a cor vermelha de cabelo, as sardas, a pele pálida e a forte tendência a queimar ao sol.

A exposição à luz ultravioleta pode danificar o DNA e causar mutações que podem levar ao câncer de pele.

Os ratos no estudo com as mutações do gene receberam ácido palmítico. O ácido aumentou a pigmentação da pele e impediu os melanomas.

A professora Dra. Rutao Cui, da Universidade de Boston em Massachusetts, disse que o gene mc1R “tem um papel crucial na pigmentação humana e dos ratos”.

Leia mais

A ativação nas células da pele humana cultivada no laboratório estimulou a produção de melanina e aumentou o reparo do DNA após a irradiação ultravioleta.

Mais informações: Daily Mail