Notícia Alternativa
Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pesquisadores descobrem o motivo da primeira extinção em massa do planeta

0 46

Houveram cinco extinções em massa desde a evolução dos primeiros animais há 600-450 milhões de anos atrás.

A causa da terceira e quarta foi a atividade vulcânica, enquanto o impacto de asteroide levou ao quinto. Mas as causas da primeira e da segunda extinção em massa eram, até agora, desconhecidas.

A primeira extinção em massa ocorreu no final do Ordoviciano. Esta idade está entre a divergência do Ordoviciano e a invasão de terras por plantas e animais vasculares.

Os animais do Ordoviciano-Siluriano compreendiam animais marinhos como corais, trilobitas, escorpiões do mar, e peixes sem mandíbulas. Aproximadamente 80% das espécies desapareceram no final do Ordoviciano.

Uma equipe liderada pelo Dr. David S. Jones do Colégio Amherst e pelo Professor Dr. Kunio Kaiho da Universidade de Tohoku, analisou os possíveis gatilhos da primeira extinção em massa.

Eles estudaram amostras de rochas sedimentares de dois lugares – América do Norte e sul da China – e analisaram o mercúrio (Hg) presente neles. Eles encontraram enriquecimentos de Hg coincidentes com a extinção em massa em ambas as áreas.

Isto, eles acreditam, é o produto de grandes erupções vulcânicas porque a anomalia de Hg também foi observada em outros eventos vulcânicos de grandes regiões ígneas.

extinção em massa
As grandes extinções em massa.

Grandes erupções vulcânicas podem produzir aerosóis de sulfato na estratosfera.

Os aerossóis do sulfato são aerossóis fortes, que refletem a luz, e causam o resfriamento global. Acredita-se que esta rápida mudança climática esteja por trás da perda de criaturas marinhas.

A equipe do Dr. Kaiho está agora estudando a segunda extinção em massa na esperança de compreender melhor a causa e os processos por trás dele.

Fonte: Tohoku University.