Médicos alertam: “Esterco de vaca não previne COVID-19” – Entenda!

0 293

Enquanto a Índia continua enfrentando uma onda catastrófica de COVID-19, os médicos alertam contra o uso de esterco de vaca como cura ou tratamento preventivo contra a doença.

Médicos renomados na Índia alertaram a população contra o uso de esterco depois que pessoas no estado de Gujarat estavam cobrindo seus corpos com esterco e urina de vaca. Os populares tinham a esperança de impulsionar seu sistema imunológico para combater COVID-19.

As vacas são consideradas animais sagrados no hinduísmo, a religião predominante na Índia. Em algumas partes da Índia rural, o esterco de vaca é amplamente usado como fonte de combustível para fogueiras e fertilizante.

Também é ocasionalmente usado na medicina ayurvédica e em algumas tradições da medicina popular, com seus proponentes alegando que possuem propriedades antibacterianas e antifúngicas, supostamente tornando-os um tratamento eficaz para muitas doenças.

No entanto, não há evidências científicas de que possa prevenir doenças graves, principalmente a COVID-19.

“Não há nenhuma evidência científica concreta de que o esterco de vaca ou a urina funcionem para aumentar a imunidade contra o COVID-19, é inteiramente baseado na crença”, disse o Dr. JA Jayalal, presidente nacional da Associação Médica Indiana, à Reuters.

“Também há riscos à saúde envolvidos em espalhar ou consumir esses produtos – outras doenças podem se espalhar do animal para os humanos.”

Esterco de vaca nos EUA

Enquanto isso, nos EUA, a agência Customs and Border Protection (CBP) pediu aos viajantes que não colocassem esterco de vaca em suas bagagens depois de descobrirem duas bolas de esterco de vaca em uma mala perdida no aeroporto.

O misterioso pacote foi descoberto em 4 de abril em uma mala deixada no Aeroporto Internacional Washington Dulles por um passageiro de um voo da Air India. A principal preocupação são as doenças, nomeadamente a febre aftosa, que pode espalhar-se pelas fezes e ter impactos devastadores no gado americano.

COVID-19 na Índia

De volta à Índia, a crise devastadora do COVID-19 dá poucos sinais de estar chegando ao fim. Em 4 de maio, mais de 20,2 milhões de casos de casos foram notificados, com uma média móvel de 378.000 casos por dia e um total de pelo menos 222.000 mortes.

No entanto, todos esses números são considerados drasticamente subestimados. O aumento repentino de casos nas últimas semanas fez com que a Índia ficasse sem oxigênio médico, leitos hospitalares e a capacidade dos locais de cremação.

Essa reportagem pode parecer maluca para nós do mundo ocidental, entretanto o governo Brasil adotou vários medicamentos contra a COVID-19 sem comprovação alguma de eficácia da mesma forma como indianos adotaram esterco de vaca.

Fonte: Reuters

Deixe um comentário

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência Aceitar Leia Mais