Nova espécie de crocodilo é descoberta depois de 83 anos – Veja!

0 525

Pesquisadores fizeram uma descoberta incomum de uma nova espécie de crocodilo que estava se escondendo bem debaixo de seus narizes.

A equipe da Universidade Internacional da Flórida (FIU) publicou suas descobertas sobre o crocodilo de focinho delgado na revista Zootaxa, batizando-o de Mecistops leptorhynchus. É a primeira nova espécie de crocodilo a ser encontrada em mais de 80 anos, habitando a África Central do Camarões à Tanzânia.

Os cientistas analisaram o DNA e a aparência de crocodilos selvagens em seis países da África. Mas ao fazê-lo, eles descobriram que havia duas espécies diferentes de focinho esguio, uma nativa da África Ocidental e outra da África Central.

De tamanho médio, o animal recebe o nome de seu focinho longo e esguio. Eles foram descritos pela primeira vez em 1824, mas vivendo em áreas muito remotas, eles têm sido difíceis de estudar. Eles também são muito tímidos e se camuflam, o que significa que encontrá-los não é fácil.

Existem algumas diferenças entre os animais, observa a National Geographic. Os da África Central têm uma aparência mais suave, enquanto os da África Ocidental são maiores, com escamas mais pesadas e pele mais áspera. O primeiro também não possui cristas ósseas encontradas no segundo.

Geneticamente, acredita-se que esses dois crocodilos tenham divergido há mais de 8 milhões de anos, separados por vulcões em Camarões. A última vez que uma nova espécie de crocodilo foi descoberta foi em 1935.

Mas esta última descoberta não é uma boa notícia para os crocodilos. Porque sugere que o número de crocodilos da África Ocidental foi superestimado, e eles podem estar seriamente ameaçados.

“Reconhecer o crocodilo de focinho fino como na verdade composto por duas espécies diferentes é causa de grande preocupação de conservação”, disse Matthew Shirley, principal autor do estudo, à FIU News.

Recém descoberto e já ameaçado

“Estimamos que apenas 10% dos crocodilos de focinho fino ocorrem na África Ocidental, diminuindo efetivamente sua população em 90%. Isso faz com que o crocodilo de focinho fino da África Ocidental seja uma das espécies de crocodilo mais criticamente ameaçadas do mundo”.

Acredita-se que agora existem apenas cerca de 500 desses crocodilos da África Ocidental deixados em estado selvagem.

Leia mais

Fonte: IFLS

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More