Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Como saber a emissão de CO2 de países que assinaram tratados climáticos?

0 233

É muito bom que países assinem tratados climáticos, mas como saber se um país está mantendo sua palavra? Acompanhe-o do espaço.

Os pesquisadores mostraram que as observações feitas por instrumentos em órbita terrestre podem ser usados para estimar emissões de CO2 (dióxido de carbono) de usinas de energia individuais.

O Observatório de Carbono Orbitado 2 da NASA (OCO-2, o conceito de artista acima), lançado em julho de 2014, foi projetado para monitorar o movimento de CO2 dentro e fora dos ecossistemas em todo o mundo.

Apesar do foco geralmente amplo do satélite, seus sensores são capazes de medir as concentrações de CO2 no ar para cerca de 1 parte por milhão em áreas que cobrem 3 quilômetros quadrados ou menos.

Quando a equipe combinou os dados do OCO-2 de certas usinas nos Estados Unidos com modelos de computador que estimam emissão, as estimativas das emissões dessas plantas diferiam em apenas 17% dos valores reais dessas instalações relatadas durante esses dias.

Os pesquisadores relatam esta semana no Geophysical Research Letters.

OCO-2, por si só, retorna para ver qualquer ponto particular na Terra apenas uma vez a cada 16 dias. Mas um punhado de satélites que circundam a Terra em órbitas geoestacionárias e altamente elípticas provavelmente forneceria a capacidade de monitorar as emissões de CO2 de usinas de energia de médio e grande porte, dizem os pesquisadores.

Fonte: Science