Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Dinheiro e relacionamento – Qual a ligação entre eles

0 44

Dinheiro e relacionamento foi o tema da pesquisa publicada na Frontiers in Psychology. Nossas escolhas românticas não são apenas com base em sentimentos e emoções, mas também o quão rico nos sentimos em relação aos outros

“Queríamos uma melhor compreensão da importância psicológica do dinheiro no desenvolvimento de relacionamentos românticos, porque muito pouco se sabe sobre este assunto. Dessa forma, as pessoas teriam uma melhor perspectiva das relações que estão,” explicou o professor Darius Chan do Departamento de Psicologia, na Universidade de Hong Kong.

Para analisar a questão dinheiro e relacionamento dois experimentos foram realizados em grupos de estudantes universitários chineses já envolvidos em relações heterossexuais de longo prazo. Os casais foram estimulados a pensar que eles eram ou rico ou pobre para examinar o seu comportamento de acasalamento.

No primeiro estudo, encontraram que os homens ricos eram menos satisfeitos com a atratividade física de seus parceiros atuais e estavam mais interessados em relacionamentos de curto prazo do que aqueles que sentiam-se com menos dinheiro. No entanto, as mulheres que se sentiam ricas não fizeram maiores exigências sobre a aparência física dos homens.

Dinheiro e relacionamento
Gráfico mostra a satisfação com o parceiro de acordo com a condição financeira

Todos os participantes ricos no segundo estudo foram mais fáceis de interagir com um membro atraente do sexo oposto do que os que pertencem a uma classe financeiramente desfavorecidos. Curiosamente e, como esperado, mais homens do que mulheres (tanto ricos(as) ou pobres) selecionaram um assento mais perto das pessoas mais atraentes.

“Nós observamos que homens de condição financeira mais elevadas dão mais importância à aparência física e preferindo se envolver em relacionamento de curto prazo do que aqueles que têm menos dinheiro. No entanto, para as mulheres comprometidas, a questão financeira dinheiro pode levar a menor variação em suas estratégias de acasalamento, porque a perda de um relacionamento de longo prazo geralmente tem um custo reprodutivo mais elevado “, explicou Chan.

De uma perspectiva evolucionária, estratégias de acasalamento condicionais ajudou nossos ancestrais a maximizar seu sucesso reprodutivo.

No entanto, olhando como as pessoas reagiram quando eles julgavam ser rico ou pobre suporta a hipótese de psicologia evolutiva que indivíduos adotam estratégias de acasalamento condicionais em resposta às condições ambientais, tais como a posse de dinheiro.

Mesmo que o estudo foi aplicado a uma cultura específica, estes mecanismos psicológicos ainda desempenham papéis importantes na relação dinheiro e relacionamento humano. “Considerando que permanece como uma questão empírica a ser respondida, esperamos que nossos resultados sejam susceptíveis de serem encontradas em outras culturas, bem como, porque os mecanismos básicos de seleção de parceiros foram encontrados para ser bastante semelhante em cultura”, disse Chan.

Fonte: Frontiers in Psychology

Leia mais