Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pressão arterial materna pode determinar sexo do bebê

0 20




Numerosos mitos existem em torno da adivinhação do sexo de um bebê. Mas agora os cientistas afirmam que uma melhor maneira de prever o sexo de um feto olhar para uma pressão arterial de uma mulher grávida.

Aqueles que têm hipertensão – causada por uma dieta rica em sal, fumar ou beber demais – são mais propensos a ter um menino, sugere uma nova pesquisa.

O oposto também é verdadeiro, acreditam os especialistas – apesar de não saberem o motivo.

A pesquisa

Pesquisadores do Monte Sinai Hospital em Toronto examinaram se uma pressão arterial teve um papel na determinação da proporção de sexo dos bebês.

Eles recrutaram 1.411 mulheres chinesas que estão planejando teriam uma criança no futuro próximo. As mulheres foram avaliadas tanto no início quanto durante a gravidez, medindo sua pressão arterial, colesterol, triglicérides e níveis de glicose.

Eles encontraram pressão arterial sistólica antes da gravidez foi maior em mulheres que tiveram meninos.

Suas descobertas provaram ser verdadeiras mesmo depois de ter em conta a idade, educação, tabagismo e IMC.
Autor do estudo Dr. Ravi Retnakaran disse: “Em seres humanos, o sexo do feto é determinado pelo cromossomo sexual do espermatozoide fertilizante. Pressão arterial materna antes da gravidez é um fator previamente não reconhecido que pode estar associado com uma probabilidade de fecundação de um menino ou menina.”

Mas ele alertou que como conclusões “podem ser particularmente problemáticas e potencialmente perigosas em populações que podem favorecer o nascimento de um sexo sobre o outro”.

No estudo, publicado no American Journal of Hypertension, ele alertou que isso poderia permitir que uma pressão sanguínea da mãe fosse artificialmente manipulada.

Leia mais

Fonte: Daily Mail