O famoso “colesterol bom” é realmente bom?

0 6

A máxima médica de que alto nível de “colesterol bom” (HDL) faz bem à saúde foi derrubada por estudo publicado na revista Science.

Até quando essa foto será verdadeira?

Pesquisas anteriores levantaram a possibilidade de que o “colesterol bom” HDL pode não ser tão protetor contra doenças cardíacas, como geralmente acreditam os cardiologistas, especialmente depois que vários ensaios clínicos de medicamentos para elevar o HDL mostraram pouco ou nenhum efeito.

“O pensamento sobre HDL evoluiu recentemente para o conceito de que ele pode não proteger diretamente contra todas as doenças cardíacas”, disse o autor sênior Daniel J. Rader, MD, presidente do departamento de Genética da Universidade da Pennsylvania. “Os nossos resultados indicam que algumas das causas da elevada taxa de HDL podem realmente aumentar o risco de doença cardíaca. Esta é a primeira demonstração de uma mutação genética que aumenta o HDL, mas também aumenta o risco de doença cardíaca.”

Os pesquisadores foram capazes de mostrar que as pessoas que carregam apenas uma cópia da mutação P376L SCARB1 têm níveis significativamente mais elevados de HDL-C. A partir daí, Rader e seus colegas tinha um palpite, com base no seu conhecimento da função SCARB1 e estudos anteriores em ratos, que ter a mutação P376L SCARB1, apesar de elevar o HDL, pode, paradoxalmente, aumentar o risco de doença cardíaca.

“O trabalho demonstra que os efeitos protetores do HDL são mais dependente de como ele funciona do que meramente quanto está presente”, Rader concluiu. “Nós ainda temos muito a aprender sobre a relação entre a função HDL e risco de doença cardíaca.”

Mais informações/Fonte: University of Pennsylvania – Science

Comentários

Loading...