Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Chocolate e doenças cardíacas, saiba mais sobre a relação entre eles.

0 20

Comer até 100 g de chocolate todos os dias está ligada a menor risco de  doenças cardíacas e acidente vascular cerebral. 

Pesquisada realizada pelo EPIC-Norfolk study contou com 21.000 pacientes que responderam questionários relacionando saúde e alimentação.

Cerca de um em cada cinco (20%) dos participantes disseram que não comer chocolate, mas os outros 80% disseram sim e o consumo diário médio foi de 7 g, com pouco participantes dizendo comer até 100 g.

Níveis mais altos de consumo foram associadas com a idade mais jovem e menor peso (IMC), cintura: quadril, pressão arterial sistólica, proteínas inflamatórias, diabetes e mais atividade física regular –all dos quais se somam a um perfil favorável de risco de doença cardiovascular.

Comer mais chocolate também foi associado com maior ingestão de energia e uma dieta que contém mais gordura e carboidratos e menos proteínas e álcool.

Os cálculos mostraram que, em comparação com aqueles que não comem chocolate as pessoas que ingerem maiores quantidades foram associada a um risco 11% menor de doenças cardiovasculares e um risco 25% menor de morte associado. Também foram associado a um risco 9% menor de internação ou morte como resultado de doença cardíaca coronária, tendo em conta os fatores dietéticos.

O maior consumo de chocolate foi igualmente associado a um risco 23% menor de derrame, mesmo depois de ter em conta outros fatores de risco potenciais.

Os pesquisadores concluiram: “Não parece haver nenhuma evidência para dizer que o chocolate deve ser evitado em aqueles que estão preocupados com o risco cardiovascular.”

Fonte: Journal Heart