Arritmia manda usuário de bebidas energéticas para o Pronto Socorro

0 17

Os altos níveis de cafeína em bebidas energéticas pode levar a complicações cardíacas, sugere um estudo de caso na edição do Journal of Addiction Medicine

O paciente era um homem de 28 anos de idade, internado no departamento de emergência após o desenvolvimento de vômitos com sangue. No exame, a única alteração (exceto obesidade) foi de um ritmo cardíaco muito rápido. Cerca de 130 batimentos por minuto.

Bebidas energéticas
Bebidas energéticas podem causar complicações cardíacas

O eletrocardiograma revelou um ritmo cardíaco anormal. Chamada fibrilação atrial: um tipo comum de arritmia que pode levar a complicações graves se sustentado. Outros testes mostraram outros problemas cardíacos.

O paciente disse que rotineiramente bebia duas bebidas energéticas ‘Monster’ por dia. Resultando num teor total de cafeína de 320 miligramas – juntamente com duas ou três cervejas. Não haviam outras causas aparentes de sua anormalidade do ritmo cardíaco.

Com medicamentos, a fibrilação atrial voltou ao normal ao longo de 48 horas. A endoscopia mostrou uma cicatriz no estômago e esôfago, causada provavelmente por fortes vômitos. O paciente foi enviado para casa em condição estável; no seguimento de um ano, ele não teve mais sintomas de arritmia.

Embora vários fatores podem ter contribuído para a fibrilação atrial do paciente, Dr. Sattari e colegas escreveram: “Nós acreditamos que o consumo de bebida energética desempenhou um papel fundamental”. Eles apontam o teor de cafeína (160 mg) de uma bebida energética é cerca de quatro vezes maior do que um refrigerante com cafeína (O teor de cafeína de bebidas de café varia amplamente, mas pode ser ainda maior).

Leia mais

Conclusão

Uma revisão da pesquisa médica identificaram pelo menos oito casos de eventos cardiovasculares ligados a bebidas energéticas, tais como Monster ou Red Bull. Os pesquisadores discutem vários mecanismos pelos quais o elevado teor de cafeína destes produtos pode levar a eventos cardiovasculares. Estes incluem outros ingredientes, tais como taurina, que pode aumentar os efeitos da cafeína; usando bebidas energéticas junto com álcool ou drogas ilícitas; ou altos níveis de estresse.

As bebidas energéticas têm se tornado cada vez mais popular nos últimos anos. Especialmente entre adolescentes e adultos jovens. Comercializado como “suplementos nutricionais”, estas bebidas não estão sujeitas aos limites de cafeína como em refrigerantes, ou em testes de segurança e rotulagem exigida para medicamentos.

Este e relatórios anteriores são “sugestiva, mas não conclusiva” evidências que a cafeína em bebidas energéticas pode causar arritmias e outras complicações cardíacas. “Nós sugerimos que a arritmia pode ser uma complicação de consumo de bebida energética”. Dr. Sattari e co-autores escrevem. Eles incentivam os prestadores de cuidados de saúde para perguntar sobre a ingestão de bebida energética em pacientes jovens saudáveis com arritmias inexplicáveis.

Fonte: Journal of Addiction Medicine

Comentários

Loading...