Antibióticos permitem que bactérias patogênicas respirem – Entenda

0 55

Os antibióticos são essenciais para combater bactérias patogênicas, mas, paradoxalmente, eles também podem fazer o corpo mais propenso a infecções e diarréia.

 

A ciência possue evidências de que “bons” micróbios no intestino protegem contra bactérias patogênicas (por exemplo: Salmonella), sabe-se também que tratamentos com antibióticos pode promover o crescimento de micróbios causadores de doenças. Mas esses fatos ainda não eram bem compreendidos.

Mas o modelo de pesquisa em um rato liderado por Andreas Bäumler, professor de imunologia médica e microbiologia na Sistema de Saúde UC Davis, identificou a cadeia de eventos que ocorrem dentro do lúmen intestinal após o tratamento com antibióticos, que permitem “más” bactérias florescer.bactérias patogênicas

A descoberta tem implicações profundas, ampliando a visão atual de como micróbios interagem entre si na superfície do intestino e ajuda no desenvolvimento de novas estratégias para prevenir os efeitos colaterais do tratamento com antibióticos, escreveram os autores na revista Cell Host Microbe.

De acordo com Bäumler, o processo inicia-se com antibióticos destruíndo as “boas” bactérias no intestino, incluindo aquelas que quebram as fibras dos vegetais para criar butirato, um ácido orgânico usado como fonte de energia pelas células que revestem o intestino grosso, as mesmas que fazem a absorção de água. A reduzida capacidade de metabolizar a fibra impede que estas células consumam oxigênio, aumentando os níveis de oxigênio no lúmen intestinal que favorecendo o crescimento de Salmonella.

“Ao contrário de Clostridia e outros micróbios benéficos no intestino, que crescem em condições anaeróbias, ou na ausência completa de oxigênio, Salmonella floresce nesse micro ambiente rico em oxigênio recém-criado após o tratamento antibiótico”, disse Bäumler. “Em essência, antibióticos permite agentes patogénicos no intestino de respirar”.

Outra pesquisa ligou baixos níveis de micróbios produtores de butirato com doença inflamatória do intestino, mas pesquisas adicionais são necessárias para determinar se estes resultados são limitados a butirato e crescimento bactérias patogênicas ou se mecanismos semelhantes subjacentes interações que influenciam a saúde humana.

Fonte: Cell and Host Microbe

Comentários

Loading...