Um dos mais velhos ancestrais humano foi descoberto por paleontólogos

0 6

Os paleontólogos acrescentaram nova foto no álbum de nossos ancestrais com a descoberta de um dos fósseis mais antigos que podem ser ligados à ascendência humana.

Os pesquisadores analisaram 45 fósseis aproximadamente do tamanho e forma de um grão de arroz encontrado na rocha sedimentar da província de Shaanxi, na China, e determinaram que pertenciam a uma espécie de animal ainda não descrita que está distantemente relacionada aos seres humanos.

Seu novo nome, Saccorhytus coronarius, refere-se ao seu corpo parecido com um saco e a boca em forma de coroa.

Pensa-se que este minúsculo antepassado de todos os vertebrados se instalou entre os grãos de areia de um antigo fundo marinho no início do período Cambriano – cerca de 540 milhões de anos atrás.

Sua descoberta ajuda a preencher um pedaço do quebra-cabeça na evolução de uma categoria de organismos chamados Deuterostômios, a que nós seres humanos pertencemos, juntamente com estrela do mar e pepinos do mar.

Este super-filo de animais inclui os grupos como cordados, equinodermos (como ouriços do mar) e hemicordados, e se distingue pela forma como ele divide-se quando embrião.

Durante o período cambriano, os Deuterostômios primitivos rapidamente se diversificaram em um grande número de grupos variados.

Leia mais

Evidências desses descendentes podem ser encontradas em rochas que remontam a cerca de meio bilhão de anos atrás, mas as diferenças maciças entre os grupos, juntamente com sua rápida divergência, tornaram difícil imaginar o que Deuterostômios anterior seriam parecidos.

 

Fonte: NATURE

Comentários

Loading...