Pesquisa mostra a influência de comerciais na alimentação de crianças

0 28

 

Novo estudo publicado no The Journal of Pediatrics analisou a atividade cerebral de crianças depois de assistirem comerciais de alimentos. Eles descobriram que os comerciais influenciam a atividade cerebral e a alimentação de crianças.

Vinte e três crianças, de 8-14 anos de idade, avaliaram 60 itens alimentares sobre como saudável ou saborosa.  A pesquisa foi realizada pela Dra. Amanda Bruce e pesquisadores da University of Kansas Medical Center. Eles estudaram a atividade cerebral das crianças, enquanto observavam comerciais alimentares e não-alimentares. Conjuntamente as crianças foram submetidas a ressonância magnética funcional (fMRI). Segundo o Dr. Bruce: “Nosso foco principal foi sobre a região do cérebro mais ativas durante a recompensa, o córtex pré-frontal ventromedial. Durante a varredura do cérebro, as crianças foram questionados se eles queriam comer os alimentos que foram mostrados imediatamente após os comerciais.”

Alimentação de crianças
Pesquisa mostrou como comerciais podem influênciar a alimentação de crianças

Os pesquisadores descobriram que, em geral, as decisões das crianças foram impulsionadas pelo gosto ao invés de salubridade. No entanto, o sabor foi ainda mais importante para as crianças depois de assistirem comerciais de alimentos em comparação com comerciais não alimentares. Tempo de decisão também foram mais rápidas (ou seja, a rapidez com que as crianças decidiram se queriam comer o alimento mostrado) também foram observados depois de assistir comerciais de alimentos. Além disso, os córtices pré-frontal ventromedial das crianças eram significativamente mais ativos depois de assistir comerciais de alimentos.

Comercialização de alimentos tem sido citado como um fator significativo nas escolhas alimentares, comer em excesso e obesidade em crianças e adolescentes. Os resultados deste estudo mostram que assistir comerciais de alimentos pode alterar o valor que as crianças dão ao sabor. Isso pode aumentar o potencial para as crianças fazerem escolhas alimentares mais rápida e mais impulsivas.

Observa Dr. Bruce, “marketing alimentar podem sistematicamente alterar os mecanismos psicológicos e neurobiológicos de decisões alimentares das crianças.”

 

Leia mais

Fonte: The Journal of Pediatrics

Comentários

Loading...