Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Homem morre após procedimento médico para alargar o pênis

0 535

O primeiro caso de um homem que morreu pela cirurgia de alargamento do pênis foi relatado na Suécia.

Um jovem saudável de 30 anos queria aumentar a largura e o comprimento de seu órgão genital usando um processo em que é feita a transferida de gordura.

Os cirurgiões plásticos primeiro realizaram o alongamento, o que envolve fazer uma incisão para afrouxar um ligamento na base do pênis.

Eles então começaram o alargamento e planejaram injetar 50 gramas de células de gordura.

No entanto, antes de terminar a injeção, seu coração começou a falhar, seus níveis de oxigênio caíram e sua pressão sanguínea caiu, e ele sofreu um ataque cardíaco, relata o Journal of Forensic Sciences.

Os médicos realizaram os procedimentos de ressuscitação e enviaram o homem para uma sala de emergência, mas ele morreu menos de duas horas depois.

O paciente, que previamente teve asma leve, mas, de outra forma, não teve histórico médico passado, morreu de uma embolia gordurosa, afirmam os autores do relatório.

Isso ocorre quando o tecido adiposo passa para a corrente sanguínea e aloja dentro dos vasos sanguíneos do pulmão e outros locais, resultando em insuficiência respiratória.

O artigo afirma que “o alongamento e o alargamento de pênis são considerados um procedimento simples e seguro”, mas adverte que as complicações podem ser maiores quando ambos os procedimentos são combinados.

Embora esta seja a primeira morte relatada por este tipo de cirurgia, os especialistas dizem que muitas vezes leva a outros problemas sérios.

“É um procedimento completamente inútil que nunca funciona e desfigura os homens e pode matá-lo”, disse o urologista Dr. Tobias Kohler, da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota, para a BuzzFeed News.

Leia mais

Ele disse: “Este é o pior caso, mas há muitas outras consequências horríveis, desde a desfiguração até a disfunção erétil permanente até pior”.

Fonte: Daily Mail