Aedes aegypti está se espalhando rapidamente por diferentes países.

0 4

Aedes aegypti está preocupando países e pesquisadores de países do hemisfério norte pela primeira vez na história.

O mosquito Aedes aegypti não só está se espalhando rapidamente, como também mostrou uma capacidade notável de se adaptar rapidamente a diferentes localidades e climas, de acordo com Dr. Jeffrey Powell, professor de ecologia e biologia evolutiva e ciências da saúde ambiental.

A espécie de mosquito, que também transmite febre amarela e chikungunya, atingiu o norte da Califórnia e do sul da Geórgia, informa Dr. Powell em uma revisão de estudos científicos publicada em 25 de novembro na revista Science. Um grupo de mosquitos em hibernação também foi descoberto em Washington D.C.

“Esta é uma espécie dinâmica que está mudando rapidamente, uma vez que se adapta às atividades humanas”, disse Dr. Powell. Por exemplo, o Aedes aegypti aparentemente sobrevive a invernos mais frios em Washington DC, entrando em esgotos, o que não faz em outros habitats.

Na Califórnia, a seca pode ter levado mosquitos a áreas mais povoadas com fontes de água, como piscinas. A espécie muitas vezes é encontrada em produtos como plantas ornamentais ou pneus usados, que são enviados para outras partes do mundo.

E um primo genético mais benigno e próximo encontrado principalmente na África subsaariana parece estar cruzando com seu parente mais agressivo, aumentando o risco para a propagação da febre amarela nessas áreas, disse o pesquisador de Yale.

Dr. Powell e colegas em Yale estão estudando genética dos mosquitos para identificar sua fonte de origem.

Leia mais

“O planeta está ficando mais quente e não demorará muito antes que os mosquitos expandam seus limites ao norte”, disse Dr. Powell.

 

Fonte: Yale news

Comentários

Loading...