Estou com coronavírus? Veja quais são os sintomas mais e menos frequentes

0 256

Estou com coronavírus? Ainda não sabemos muito sobre o coronavírus (SARS-CoV-2) que está causando uma pandemia de COVID-19, mas nesse artigo falaremos sobre os sintomas e quão variados eles podem ser.

Muitas pessoas podem estar se perguntando agora: Estou com coronavírus? Para responder essa pergunta você deve se atentar aos sintomas.

Os sintomas mais distintivos e mais comuns do COVID-19 são: tosse seca, febre e dificuldade para respirar.

Embora muitas pessoas não apresentem nenhum sintoma (apesar de serem altamente contagioso) os estudos sugerem que uma proporção significativa das pessoas apresenta outros sintomas primeiro, como diarréia ou perda de olfato e paladar.

Aqui estão alguns dos sintomas menos discutidos do COVID-19:

Problemas digestivos como diarréia e náuseas podem ser um sintoma mais comum do que se pensava anteriormente.

Os problemas digestivos têm sido cada vez mais associados a infecções por coronavírus, e há pesquisas sobre o quão comum é esse sintoma. Cerca de um em cada dez pacientes com coronavírus apresenta algum tipo de sintoma gastrointestinal, incluindo diarréia e náusea, informou o Business Insider.

Um estudo publicado no The Lancet relatou que apenas 3% dos pacientes chineses experimentaram diarréia. Cerca de 5% das pessoas experimentam náusea, de acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde.

Novas pesquisas sugerem que o número pode ser maior do que se pensava anteriormente, e até metade dos pacientes pode ter problemas digestivos juntamente com sintomas respiratórios.

Geralmente, esses pacientes logo desenvolvem sintomas mais comuns, como dificuldade em respirar, febre ou tosse. Apenas cerca de 3% dos casos estudados apresentavam sintomas digestivos sozinhos, disseram os pesquisadores.

Mal-estar e confusão mental são sintomas atípicos

Leia mais

Em um relato de caso recente em um lar de idosos em Washington, quase um terço dos residentes apresentou resultado positivo para o coronavírus, mas metade não apresentou sintomas, e alguns pacientes apresentaram sintomas incomuns como mal-estar e sensação geral de desconforto.

Em alguns casos, o COVID-19 pode se apresentar como mal-estar, desorientação ou exaustão.

Esse é um dos sintomas atípicos mais comumente relatados, geralmente associado a outros sinais mais frequentemente relatados, como tosse ou febre. A fadiga, que frequentemente acompanha outros sintomas, é incomum relatada na ausência de sintomas mais prevalentes.

A pandemia, as quarentenas e o distanciamento social também podem causar estresse e ansiedade adicionais.

Esses e outros fatores psicológicos podem resultar em sintomas semelhantes, escreveu a psicoterapeuta Ilene Cohen para Psychology Today. Por isso é importante não entrar em pânico se você se sentir cansado ou desconfortável.

Confusão mental grave ou incapacidade de acordar ou estar em estado de alerta podem ser sinais da doença, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças. As pessoas que experimentam esses sintomas, especialmente com outros sinais críticos, como lábios azulados, dificuldade para respirar ou dor no peito, devem procure ajuda imediatamente.

Calafrios ou dores musculares ocasionalmente acompanham o COVID-19

Dores e calafrios podem ser sintomas de muitas doenças, incluindo gripe, mas pacientes com coronavírus também os relataram. Não está claro a prevalência desses sintomas, mas cerca de 11% das pessoas estudadas relataram calafrios e 14% relataram dores musculares, de acordo com o relatório da OMS.

Estes podem ser sinais precoces de sintomas mais graves ou a única indicação de uma infecção leve.

Se você tiver algum desses sintomas, tome precauções adicionais para se auto-isolar de outras pessoas, descanse, tome bastante líquidos e entre em contato com seu médico.

Dores de cabeça e tonturas também podem ser sinais de uma infecção viral

De acordo com o estudo publicado no The Lancet, cerca de 8% dos pacientes com COVID-19 relataram dores de cabeça.

Tontura também foi relatada em alguns casos, tonturas frequentes ou crises de tontura muito graves ou abruptas podem indicar um risco à saúde mais sério, de acordo com a Cleveland Clinic.

Novamente, existem muitas explicações para sintomas tão amplos; portanto, ter um ou mais não significa necessariamente que você está doente com COVID-19.

O CDC oferece um verificador on-line gratuito para ajudar a avaliar se seus sintomas e circunstâncias indicam uma infecção por coronavírus. Em inglês, clique aqui para acessar.

Atenção: espirrar não está ligado ao coronavírus

Este artigo foi publicado originalmente por Business Insider.

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência Aceitar Leia Mais