Notícia interessante é Notícia Alternativa - Ciência/Saúde/Cultura/Tecnologia

Pesquisa mostra qual a vantagem em ser bilíngue.

8

Pessoa bilíngue pode ter uma vantagem em sua capacidade de manter o foco. Pesquisa da Universidade de Birmingham revelou em estudo.

De acordo com um novo estudo, os indivíduos bilíngues estão equipados com uma maior capacidades de controle de atenção. Permitindo-lhes concentrar-se melhor em tarefas específicas que os seus homólogos monolíngues.

Os pesquisadores sugerem que isso pode ser o resultado de uma vida de alternação entre diferentes idiomas.

No estudo, pesquisadores da Universidade de Birmingham recrutados 99 participantes para participarem em três testes psicológicos que medem a capacidade de controle inibitório.

Dos participantes, 48 eram altamente proficientes em Inglês e Chinês, e 51 foram monolíngues em Inglês. Os indivíduos bilíngues aprenderam Inglês antes dos 10 anos, e alternavam entre ambas as línguas diariamente.

Os pesquisadores investigaram a diferença nos tempos de resposta entre estes dois grupos. Os estímulos apresentados eram testes em uma tela de computador.
Embora se pensava que o bilinguismo levassem a controle inibitório melhorado, os pesquisadores descobriram que este não é o caso.

bilíngue
Qual a vantagem de ser bilíngue?

Ao invés de controles inibitórios aguçados, que lhes permitam eliminar informações desnecessárias, os pesquisadores descobriram que indivíduos bilíngues têm melhores habilidades de controle da atenção. Isto permite-lhes concentrar-se em um estímulo específico.

“Juntamente com outras provas, nossa pesquisa sugere que a difícil tarefa de alternar entre idiomas parece aumentar a capacidade de manter a atenção.”

No estudo, os participantes apresentaram resultados semelhantes na inibição do estímulo interferentes. Mas, bilíngues eram muitas vezes mais rápido a responder.

Leia mais

Isto sugere que eles são mais capazes de manter maior atenção na tarefa do que aqueles que falam apenas uma língua, dizem os pesquisadores.

“Já é bem conhecido que a experiência de falar outro idioma altera a estrutura do cérebro e como ela funciona” diz Dr. Krott. “Mas nós não compreendemos muito bem como essas mudanças levam a alterações no comportamento.”

 

Fonte: Daily Mail